Wagner Faria entra para a galeria de ex-presidentes do Friburguense

Ex-chefe de torcida teve a foto oficial afixada na galeria da sala de troféus, seguindo a tradição
quarta-feira, 27 de março de 2019
por Vinicius Gastin (esportes@avozdaserra.com.br)
Wagner Faria e a foto na galeria dos ex-presidentes: das arquibancadas para a eternidade
Wagner Faria e a foto na galeria dos ex-presidentes: das arquibancadas para a eternidade

Das arquibancadas do estádio Eduardo Guinle à eternidade na história do Friburguense Atlético Clube. A trajetória do torcedor Wagner Faria de Souza é mais uma daquelas provas de amor e dedicação a um clube de futebol, que nasceu com os jogos, as viagens para acompanhar a equipe, cresceu com os vários cargos dentro da diretoria e do Conselho Deliberativo e agora está eternizada na galeria dos ex-presidentes do Tricolor da Serra.

Wagner Faria foi o homenageado durante a sessão solene promovida no último domingo, 17, na sede do Friburguense, também comemorando o aniversário de 39 anos, completados no último dia 14. O ex-presidente nas duas gestões anteriores à atual, teve a foto oficial afixada na galeria da sala de troféus, seguindo a tradição. O presidente dos conselhos Diretor, Jones Canto, e Deliberativo, Marcelo Cintra, prestigiaram a solenidade, assim como ex-presidentes, diretores e personalidades da história tricolor.

Ex-chefe da torcida organizada "Garra Friburguense", Wagner sempre frequentou os estádios - desde à época do antigo Fluminense, e durante anos também atuou como membro da equipe esportiva da Rádio Nova Friburgo AM. Conhecedor profundo da história do clube e do futebol amador do município, ele acredita que um dos principais legados de sua gestão será a união de forças para administrar o clube.

"Sou até suspeito em falar, porque sou um apaixonado pelas cores do Friburguense. É como se fosse uma segunda casa pra mim. O principal legado é essa bonificação, esta mensagem e jeito de trabalhar, com união e sensatez. A situação do nosso país já está muito difícil, em variados aspectos, e se você vem para uma instituição, que reúne tantas pessoas diferentes, e não procurar apaziguar as coisas, o fracasso é certo. Procuramos fazer o melhor possível. É importante sair de cabeça erguida, sendo cumprimentado por todos os sócios", disse Wagner.

Nos primeiros três anos de mandato, Wagner Faria refinanciou todas as dívidas do clube, e regularizou algumas situações pendentes no Friburguense. Dentre as realizações estão as reformas do banheiro feminino e de outros pontos, manutenção dos espaços e a recuperação do campo de areia. No segundo triênio, Wagner deu continuidade ao trabalho, reformou outros espaços e manteve a política de austeridade. A boa relação com o departamento de futebol, comandado pelo gerente José Siqueira, também foi uma marca do período.

"Estamos com os pés no chão, de forma sólida, e o que temos são encargos mensais. Não são dívidas, apenas as obrigações, como impostos, salários, fornecedores, credores. Diante da atual situação financeira do nosso país, o Friburguense está muito bem. Estamos deixando o clube todo em dia, e agora vamos seguir trabalhando unidos para continuar nesse mesmo caminhar. O Friburguense é muito grande, e é necessário dar continuidade ao trabalho, com o objetivo de trazer e cativar o sócio, pois ele é o nosso principal cliente", observa o ex-presidente.

TAGS: futebol