Uso e mau uso das redes

segunda-feira, 18 de janeiro de 2016
por Jornal A Voz da Serra
(Foto: Flickr)
(Foto: Flickr)

AFORA OS comentários dos indignados com a política nacional e os movimentos contra a corrupção no país, as redes sociais prestam um grande serviço de informação à comunidade, desde os acidentes automobilísticos, passando pelas notícias do cotidiano como o trânsito e até mesmo sobre a vida animal, onde é possível saber dos tratos e maus-tratos com os bichanos. Tudo cabe nas redes sociais.

O SERVIÇO também é prestado com relação ao clima principalmente quanto às chuvas, desabamentos e o estado de conservação das ruas e estradas. Isto pode ser observado no último fim de semana, quando as chuvas atormentaram os friburguenses, que recorreram às redes para atualizar as notícias sobre as ocorrências.

A TRAGÉDIA de janeiro de 2011, que completou cinco anos, mostrou como a internet é uma importante ferramenta para se comunicar. A dimensão do acontecimento com uma ampla divulgação da mídia nacional e internacional bastou para inundar a rede com textos e imagens de Nova Friburgo e notícias sobre familiares e amigos envolvidos no episódio. O friburguense se acostumou à nova mídia e esta vem sendo utilizada em larga escala entre nós.

PESQUISAS de institutos de opinião sobre o acesso à internet mostram que o brasileiro adotou as redes como principal local onde se conectam à web. É inegável que a cada ano que passa as redes sociais vem crescendo cada vez mais. Atualmente é impossível imaginar um mundo em que elas não existam, pois para todos os lados que olhamos, podemos notar pessoas conectadas aos seus smartphones, postando, curtindo, comentando, teclando, fazendo selfie e alimentando as suas redes sociais.

APESAR DOS inúmeros serviços prestados pelas redes sociais, pessoas que ainda não compreenderam a sua importância se aproveitam das facilidades de opinão e costumam – erroneamente – apresentar fatos e notícias inverídicas ou exageradas, levando os usuários a se confundirem e divulgar o que não se deve. No caso das chuvas em Friburgo foi obervado muito exagero nas informações sem a devida comprovação, aumentando a preocupação desnecessariamente.

AS AUTORIDADES — corretamente — apelam para o bom senso, recomendando que se busque a informação em órgãos oficiais que cuidam do assunto, como a Defesa Civil, o Corpo de Bombeiros e a Policia Militar – fontes confiáveis de informação. O apelo procede e a comunidade só tem a ganhar, recebendo a notícia corretamente, evitando a desinformação que tanto mal causa.

AS REDES SOCIAIS — nunca é demais enfatizar — são excelentes veículos de comunicação, desde que utilizadas com parcimônia, sem mentiras nem alarmes falsos, garantindo assim a confiabilidade da mídia que cada vez mais ganha a preferência da comunidade. Vamos utilizar as redes sociais como auxílio e não como um desserviço.

TAGS: