Um bom momento

quarta-feira, 25 de maio de 2016
por Jornal A Voz da Serra

A REELEIÇÃO do empresário Flavio Stern para a presidência da Acianf (Associação Comercial, Industrial e Agrícola de Nova Friburgo), cuja posse ocorreu na última segunda-feira, 23, aponta para a manutenção de projetos já bem-sucedidos e a ação de novos empreendimentos na quase centenária instituição. Profissional ligado à área do turismo, é de se esperar, também, o avanço de novas medidas para o desenvolvimento deste setor.

O GRANDE movimento de turistas em Nova Friburgo nos últimos feriados mostra que a cidade consegue atrair um bom número de visitantes e revela a inquestionável vocação turística do município, para diversas áreas.  Compras, ecologia e gastronomia se unem para dar ao município a força necessária para se posicionar neste mercado cada vez mais em alta.

NÃO SÃO apenas as compras que atraem turistas à  cidade. Apesar da fama de ser a capital da moda íntima, outros atrativos fazem de Friburgo um paradeiro para quem quer fugir do estresse e do corre-corre das cidades grandes. A rede hoteleira é quem dá a resposta, apontando para o crescimento das taxas de ocupação, que ganham mais força agora na temporada de inverno.

O TURISMO é uma força econômica que o município possui e tem se mostrado cada vez mais eficiente. Ações de promoções culturais reforçam a tradição municipal, como os festivais que ocorrem nesta época do ano, atraindo sempre um bom público e trazendo dinheiro para a cidade. Prova disso fica por conta da Fevest, a ser realizada em junho, e o tradicional Festival de Inverno previsto para esta temporada.

A GESTÃO DO Nova Friburgo Convention Bureau também deu um estímulo maior às atividades turísticas, abrindo um mercado inesgotável para o município, que pode deslanchar com a construção do sonhado centro de convenções, além de outras promoções que captam mais visitantes. Aos poucos, a cidade vai compreendendo a importância do negócio e os investimentos nesta área começam a surgir, ainda que timidamente.

O GOVERNO municipal também tem feito a sua parte e o governo Rogério Cabral deu a sua contribuição para o incremento da atividade, através da reestruturação da Secretaria de Turismo e um melhor posicionamento do órgão frente a administração pública. O turismo deixou de ser um apêndice para se transformar numa fonte econômica de alto retorno para a cidade.

PROSSEGUIR nesta caminhada é tarefa dos governantes do futuro, que não poderão impedir a trajetória ascendente da atividade turística e devem fazer muito mais para a sua consolidação. Nova Friburgo não deve concentrar a sua renda apenas nas atividades industriais e comerciais. O turismo é uma fonte de recursos limpa, que agrega valores, gera renda e emprego.  A fria estação é uma constatação dessa realidade e não podemos deixar passar mais esta oportunidade de crescimento.

TAGS: