TV aberta e internet, os parceiros de quem mora sozinho

Filmes e novelas são os programas preferidos, enquanto WhatsApp é o aplicativo mais usado
segunda-feira, 29 de maio de 2017
por Ana Borges
TV aberta e internet, os parceiros de quem mora sozinho

 

Neste domingo, 28, é comemorado o Dia Mundial dos Meios de Comunicação. Portanto, muito apropriado falar disso, os meios, a mídia, as redes, revelando dados interessantes levantados por pesquisa do SPC Brasil e CNDL (Confederação Nacional dos Dirigentes Lojistas), nas 27 capitais brasileiras com indivíduos que vivem sozinhos. O motivo? É que eles, mais do que outros grupos de pessoas, se valem dos meios de comunicação para interagir e “estar” no mundo real.    

A grande surpresa ficou por conta da preferência: o rádio foi desbancado do primeiro lugar, depois de figurar por décadas no topo dessa lista. Agora, a TV aberta é a principal fonte de entretenimento de mídia para 57% destes brasileiros. Por outro lado, dados oficiais do IBGE revelam que, atualmente, mais de 10 milhões de pessoas vivem sós, número que cresceu quase 40% apenas na última década.

Em segundo lugar no ranking de preferências aparece a internet, com 49% de citações. Outras plataformas de informação e entretenimento bastante utilizadas por essas pessoas são o rádio (42%) e a TV por assinatura (36%). Pouco mais de um quarto (26%) dos entrevistados leem jornal impresso e 14% se dedicam à leitura de revistas. Os serviços de streaming foram citados por 4% da amostra.

TV Aberta - 57%

Internet - 49%

Rádio - 42%

TV por assinatura - 36%

Os programas ou assuntos que mais despertam o interesse dos entrevistados são filmes (52%) - percentual que sobe para 63% entre os homens - e novela (38%), cujo índice salta para 55% considerando apenas a parcela feminina de entrevistados. Outros temas de interesse são humor (35%), música (30%), saúde (27%) e séries (25%).

Aplicativos de smartphones para troca de mensagens instantâneas (55%), de transporte particular (18%) e geolocalização (15%) são os mais utilizados pela população brasileira que vive só. Completam o ranking os aplicativos para realizar transações bancárias (12%), de comida delivery (8%) e de paquera (7%). No total, 66% dos brasileiros que moram sozinhos possuem smartphone e usam aplicativos.

Já as redes sociais e aplicativos para trocas de mensagens favoritos dos entrevistados são Whatsapp (73%), Facebook (54%), Youtube (20%), Instagram (18%) e Twitter (8%). Dentre os entrevistados que usam redes sociais, a principal finalidade da ferramenta é manter contato com amigos e familiares, citada por 63% de seus usuários. Os que usam as redes sociais para passar o tempo são 61% dos entrevistados. Há ainda 42% que as utilizam para manter-se informado e 32% que buscam informações para o trabalho.

A pesquisa foi realizada pelo SPC Brasil e pela CNDL no âmbito do 'Programa Nacional de Desenvolvimento do Varejo' em parceria com o Sebrae e entrevistou 600 consumidores que vivem sozinhos nas 27 capitais brasileiras de ambos os gêneros, acima de 18 anos e de todas as classes sociais. A margem de erro é de no máximo 3,99 pontos percentuais a uma margem de confiança de 95%.

 

TAGS: meios de comunicação | entretenimento | solidão