TRE-RJ marca diplomação de candidatos eleitos em Nova Friburgo

Cerimônia vai acontecer no dia 16 de dezembro, às 15h, na Câmara Municipal
terça-feira, 29 de novembro de 2016
por Alerrandre Barros
A cerimônia será na Câmara Municipal de Nova Friburgo (Foto: Henrique Pinheiro/Arquivo A VOZ DA SERRA)
A cerimônia será na Câmara Municipal de Nova Friburgo (Foto: Henrique Pinheiro/Arquivo A VOZ DA SERRA)

O Tribunal Regional Eleitoral do Rio de Janeiro (TRE-RJ) irá diplomar no dia 16 de dezembro os candidatos eleitos em Nova Friburgo no pleito municipal deste ano. A cerimônia será presidida pelo juiz da 26ª Zona Eleitoral, Leonardo Teles, e será realizada às 15h na Câmara Municipal de Nova Friburgo. A posse, entretanto, só vai acontecer no dia 1ª de janeiro.

Serão diplomados o prefeito Renato Bravo, o vice-prefeito Marcelo Braune, e 21 vereadores: Marcio Damazio; Vanderleia Lima; Naim Pedro; Johnny Maycon; Marcinho; Nazareth Geninho; Christiano Huguenin; Isaque Demani; Wellington Moreira; Nami Nassif; Alexandre Cruz; Alcir Fonseca; Luiz Carlos Neves; Joelson do Pote; Cascão; Carlinhos do Kiko; Jânio de Carvalho; Sérgio Louback; Norival; Professor Pierre e Zezinho do Caminhão. 

Os dez primeiros suplentes de cada coligação também serão diplomados no mesmo dia, segundo o TRE-RJ. São eles: Marcos Marins; Francisco de Barros; Professor Uderson; Luís Fernando; Aylter Maguila; Maicon Gonçalves; Ceará; Nelsinho do Alto; Priscilla Pitta e Marcos Medeiros.

A diplomação é o ato pelo qual a Justiça Eleitoral atesta que o candidato foi efetivamente eleito pelo povo e, por isso, está apto a tomar posse no cargo. O candidato eleito recebe diploma com nome dele, a indicação da legenda sob a qual concorreu a eleição, o cargo para o qual ele foi eleito ou a sua classificação como suplente, e, facultativamente, outros dados a critério do juiz ou do tribunal.

As eleições municipais ocorreram no último dia 2 de outubro. O engenheiro civil Renato Pinheiro Bravo, de 58 anos, foi eleito novo prefeito de Nova Friburgo por 29.046 eleitores (28,23% dos votos válidos). Ele venceu nas três zonas eleitorais da cidade.

Na Câmara Municipal, dos 21 vereadores, dez foram reeleitos para mais um mandato de quatro anos. Alcir Fonseca é o mais cotado para ser o novo presidente da casa, não apenas por ter sido o mais votado, mas também por ser do PP, mesma sigla do prefeito eleito. Além dele, também integram a nova base governista os vereadores Luiz Carlos Neves, Joelson do Pote, Cascão, Carlinhos do Kiko e Jânio de Carvalho.

A lista de vereadores eleitos pode mudar no início da legislatura, caso algum dos parlamentares seja convidado pelo novo prefeito para assumir alguma secretaria na prefeitura. A VOZ DA SERRA procurou Renato Bravo, nesta terça-feira, 29, para saber como está a transição com o prefeito Rogério Cabral e também para saber quais os nomes cotados para as secretarias, mas o prefeito eleito não comentou os assuntos. 

Ao todo, 117.940 eleitores compareceram às urnas, e na eleição majoritária o número de votos válidos ficou em 102.874. O TRE-RJ registrou 33.105 (21,92%) abstenções, 4.229 votos brancos (3,59%) e 10.837 votos nulos (9,19%). Ou seja, mais de 48 mil eleitores não escolheram ninguém para prefeito, vice-prefeito e vereador na cidade. 

TAGS: Eleições 2016