Taca estreia a peça “Por trás dos balcões… histórias e corações”

Montagem cênica é inspirada em histórias que marcaram o comércio de Friburgo
quinta-feira, 24 de maio de 2018
por Ana Borges (ana.borges@avozdaserra.com.br)
Pano de fundo da peça (Fotos: divulgação)
Pano de fundo da peça (Fotos: divulgação)

Nesta sexta-feira, 25, às 19h, estreia a peça “Por trás dos balcões… histórias e corações”, uma produção do Teatro Amador do Colégio Anchieta (Taca) no Espaço de Eventos da instituição, em homenagem aos 200 anos do município. O grupo teatral foi criado em maio de 1974, e desde então produz peças e promove talentos, por várias gerações de alunos.  

Entre equipe técnica, elenco e pessoal de sonorização e iluminação, a montagem envolve cerca de 50 pessoas. Segundo a coordenadora de Cultura e Eventos do Colégio Anchieta e diretora da peça, Jane Ayrão, esta é uma obra inspirada em histórias reais que marcaram o comércio de Nova Friburgo, na qual dança e música permeiam todo o espetáculo.

“Para a realização desta obra foi feita uma pesquisa, com apuração de fotos, histórias e documentos pelo grupo Memória, Identidade e Espaço, dirigido por Geni Nader e Maria Ana Quaglino. O elenco vai encenar histórias amparadas nestas pesquisas, com foco na história de amor entre uma florista portuguesa e um mascate libanês”, revelou Jane.

Para a professora Geni Nader, “o mergulho emocional que fizemos ao participar do projeto Balcões foi algo fascinante”, comentou. “Tudo começou quando, em uma tarde de outono em 2015, visitamos o Memorial do Colégio Anchieta e em conversa com a Jane, comentamos sobre a pesquisa que estávamos desenvolvendo a respeito de memórias do antigo comércio em nossa cidade. Nossa anfitriã, com a criatividade e o interesse pela memória que a caracterizam, prontamente nos fez uma proposta irrecusável: Que tal fazermos uma peça inspirada no material que vocês estão produzindo? Já tenho o título: Nova Friburgo por trás dos balcões!”, contou Geni.

Entre os eventos que integram o projeto Balcões, estão a exposição “Retalhos de Memórias” inaugurada esta semana, no Cadima Shopping, exibição de documentário com comerciantes locais, mostra de objetos e peças do antigo comércio, exposição de anúncios de jornais. Esse projeto resulta em  “um legado importante para o entendimento de um setor significativo na história econômica e social de nossa cidade”, completou Geni.

Depoimentos

João Pedro Chicre, aluno do 3º ano do Ensino Médio, intérprete de Mascate:

  • “Apesar de participar do Taca há mais de 15 anos, esse foi o primeiro personagem em que encontrei tantos paralelos com minha própria vida. O Mascate, algo raramente encontrado em nossos tempos de conveniências tecnológicas, vive um drama de natureza universal e atemporal, estando dividido entre um amor nessa terra sagrada, e seu desejo por sucessos, de conquistar o mundo. Sendo eu, jovem, em um momento decisivo de minha vida, posso estar prestes a deixar essa cidade, onde construí tantas memórias. Porém tenho certeza que mesmo que eu vá embora, momentaneamente, do meu coração Friburgo não deixo sair nunca mais.”

Karen Erthal, aluna do 3º ano do Ensino Médio, intérprete da florista portuguesa:

  • “Interpretar a florista foi uma tarefa de grande responsabilidade. Por se tratar de uma pessoa real, eu deveria trazer emoções reais sendo fiel à personagem. Sou de descendência portuguesa, então, ao interpretar uma personagem de tal origem, me senti mais conectada a meus familiares, pois não é algo que seja explorado no meu cotidiano, e com esse papel passou a ser mais presente. Isso tudo somado à homenagem a Nova Friburgo, que é a cidade onde eu nasci, cresci e construí a maior parte das minhas memórias, fez com que essa responsabilidade tenha sido um experiência muito importante e gratificante para mim.”

Amanda Coelho, coreógrafa e intérprete da professora Dondoca:

  • “Sempre fiz coreografia na minha vida e sempre me esforcei para capturar a história à qual se refere cada apresentação. Esse é meu último ano no Colégio Anchieta, tenho que passar a "bola" pra minha irmã. No início foi difícil, mas, depois de um tempo nos acostumamos. Acredito que o resultado tenha fica satisfatório e o público fique entusiasmado. Vivi minha vida inteira em Friburgo e pra mim é uma honra  poder representar uma parte da história da cidade.”

Felippe Nagato, diretor do documentário:

  • "O projeto Balcões me permitiu conhecer a história do comércio de Nova Friburgo sob a perspectiva de alguns de seus protagonistas, assim como as diversas transformações e curiosidades ocorridas na cidade ao longo desses anos.”


Ficha técnica

  • Direção geral: Jane Ayrão
  • Pesquisa: Grupo Memória, Identidade e Espaço, de Geni Nader e Maria Ana Quaglino
  • Produção: Dirlene Pollo
  • Cenografia: José Antônio Pinho e Melque Zedek Araújo de Azevedo
  • Figurinos e criação: Virgilius
  • Coreografia: Amanda Coelho
  • Documentário: Felippe Nagato
  • Coordenação de elenco: Lethuza Jardim e Gláucia Bezerra
  • Direção de voz e canto: Márcia Louzada
  • Direção musical: Ana e Rob
  • Piano: Walma Turque
  • Assistente de direção: Ketrini Pinheiro
  • Assistente de produção: Arthur Aranha
  • Assessoria: Denize Tiengo
  • Coreografia de salão: Jorge Coelho
  • Criação gráfica: Jansen Erthal
  • Coordenação de folheteria: Maria Eduarda Herdy
  • Sonoplastia: Adriano Guebel
  • Sonorização: Lokasom
  • Iluminação: Destak
  • Caracterização: Rafaela Castro
  • Adereços: Fabíola Gama
  • Confecção: Dulcinéia Baião
     

Elenco: Ana Luíza Junger; Marcos Paulo Junger; Karen Erthal; Amanda Coelho; Gabriel Boechat; Andréia Valladão; Lucas Freitas; Amanda Bertolli; Júlia Coelho; Samara Coutinho Adame; Lethusa Jardim; Matheus Maturana; Anna Júlia Vizzoni; Thiago Ferreira; Anne Tinôco; João Pedro Chicre; Beatriz Pollo; João André M.S.Mello; Lívia Erthal; Luisa Valença; Sabrina Luvinhas.

TAGS: