Semana Mundial do Aleitamento Materno vai até terça

Atividades de incentivo à amamentação estão na pauta da campanha
sexta-feira, 03 de agosto de 2018
por Guilherme Alt (guilherme@avozdaserra.com.br)
Semana Mundial do Aleitamento Materno vai até terça

Na Semana Mundial do Aleitamento Materno, que começou nesta quarta-feira, 1º, e vai até terça-feira, 7, o Ministério da Saúde e a Organização Mundial de Saúde (OMS) reforçam os benefícios da amamentação: nas Américas, apenas 38% das crianças recebem amamentação exclusiva até os seis meses.

“Aleitamento materno: a base da vida” é o tema da Semana Mundial de Aleitamento Materno (SMAM) deste ano definido pela Aliança Mundial para Ação em Amamentação. De acordo com a rede internacional, “em um mundo repleto de desigualdades, crises e pobreza, a amamentação é o alicerce da boa saúde ao longo da vida para crianças e mães”. Essa ação se estenderá até a próxima quarta-feira, 8.

Em Nova Friburgo, a programação completa ainda não foi lançada porque as coordenadoras de Atenção Básica estão acertando os últimos detalhes da Campanha. A Subsecretária de Atenção Básica, Ariadina Heringer, adiantou que, entre as ações previstas, estão atividades de incentivo e apoio à amamentação que serão realizadas nas Estratégias de Saúde da Família na área rural de Nova Friburgo na próxima semana. Até o final de semana, a prefeitura deve divulgar todas as informações.

Amamentar em até uma hora após o nascimento protege o bebê de infecções e reduz a mortalidade infantil, reforçam orientações da Organização Mundial da Saúde e do Ministério da Saúde para a Semana Mundial de Aleitamento Materno. De acordo com especialistas, a amamentação também previne alergias, anemias e infecções respiratórias, dentre os outros benefícios para os bebês.

Os objetivos do Desenvolvimento Sustentável (ODS) das Nações Unidas são informar sobre o modo como a amamentação está ligada à boa nutrição, segurança alimentar e redução da pobreza; vincular a amamentação dentro da agenda de nutrição, segurança alimentar e diminuição da pobreza; envolver-se com indivíduos/organizações que trabalham nessas questões; e motivar as ações para promover a amamentação como parte das estratégias de nutrição, segurança alimentar e redução das desigualdades.

Alguns dos benefícios da amamentação:

Para o bebê:

  • O leite materno contém todos os nutrientes e anticorpos essenciais até o 6º mês de vida;
  • Bebês que foram amamentados têm menos chance de se tornarem obesos ou com sobrepeso no futuro;
  • A amamentação previne alergias, anemia e infecções respiratórias, como a asma;
  • Bebês amamentados têm risco menor de desenvolver diabetes tipo 2I;
  • Crianças que tiveram amamentação exclusiva até os seis meses tiveram três pontos em média a mais em testes de QI.

Para a mãe:

  • A amamentação reduz a depressão pós-parto;
  • O leite materno é acessível;
  • A amamentação ajuda no controle da natalidade (tem uma taxa de proteção de 98% nos primeiros seis meses);
  • Tem um efeito protetor contra o câncer de mama e de ovário;
  • A amamentação reduz o risco da mulher desenvolver diabetes tipo 2 após a gravidez.

 

 

TAGS: