Rota alegre

quinta-feira, 23 de abril de 2015
por Jornal A Voz da Serra

O POLO CERVEJEIRO da Serra Verde Imperial é um novo estímulo para a divulgação turística do interior fluminense e mais um filão a ser explorado por Nova Friburgo. O município tem diversos rótulos de qualidade e se destaca na produção desse tipo de bebida. 

CRIADO NO ano passado com a lei 6.821, o projeto prevê a criação de um programa de incentivo à produção de cervejas e chopes artesanais no Estado do Rio. Trata-se de mais um benefício à economia e o desenvolvimento da indústria de microcervejarias. O setor apresenta tendência de crescimento no estado. Uma pesquisa feita pelo Ibope mostrou que pelo menos 64% dos brasileiros preferem a cerveja na hora de celebrar suas festas e comemorações. 

O CALENDÁRIO turístico ganha mais um aditivo com o Polo Cervejeiro, prometendo ampliar também a gastronomia em restaurantes, hotéis e pousadas da cidade. Promoções como esta ajudam a ampliar a economia do município, a valorizar as atividades do setor e a integrar o comércio e prestadores de serviços. 

NOVA FRIBURGO possui uma rede de pousadas e hotéis, gastronomia múltipla, compras e, principalmente, uma natureza privilegiada. Cuidar desta riqueza que gera negócios, empregos e renda para milhares de friburguenses não deve ser negligenciado pelo governo nem tratado com indiferença pela comunidade. O turismo representa uma fonte de renda permanente e não podemos desprezar esta vocação. 

OS EMPRESÁRIOS estão mais ligados aos municípios litorâneos com a Estrada Serramar e procuram atrair, com ela, mais turistas. Mais que uma estrada no interior fluminense, significa um caminho que une cidades e um importante momento nas relações comerciais e turísticas dos municípios. A estrada é caminho certo para relações comerciais e de negócios mais duradouros que a temporada de verão ou de feriadões. Para isso é preciso se preparar para esta nova vocação, permitindo que a atividade também ganhe força e consolide sua importância no cenário do turismo estadual e nacional. 

ALÉM DO interesse da iniciativa privada, o governo municipal pode oferecer uma parceria consistente estimulando o turismo ao memso tempo que beneficia as pequenas localidades, como os distritos de Lumiar e São Pedro. O município necessita de um planejamento turístico em sintonia com os programas federais e estaduais, como o Estatuto das Cidades e as leis ambientais que disciplinam uma série de situações que Nova Friburgo ainda não conseguiu solucionar.

PARA TANTO, é necessário um envolvimento dos poderes públicos na fixação de políticas e num grande trabalho de conscientização da atividade turística para os friburguenses. O caminho é um filão precioso que beneficia toda a comunidade prestigiando cada vez mais o nosso rico patrimônio.

TAGS: cerveja | Turismo | Nova Friburgo