Quatro projetos vencem desafio lançado pelo Senai de Friburgo

Objetivo é encontrar soluções para problemas enfrentados pelas indústrias da região
quinta-feira, 26 de outubro de 2017
por Jornal A Voz da Serra
Os finalistas, a banca avaliadora e representantes do Senai
Os finalistas, a banca avaliadora e representantes do Senai

Uma máquina semiautomática que facilita a introdução do arco no viés do sutiã com bojo; uma etiqueta de látex que não incomoda; um equipamento semiautomático que agiliza a dobradura e embalagem de roupas íntimas nas confecções; e a automação da montagem de cilindros de fechaduras de portas, utilizando uma mesa giratória e panelas vibratórias para a alimentação de pinos e contrapinos, foram os quatro projetos selecionados pelo júri técnico que participou nesta quinta-feira, 26, de uma das fases decisivas do “Desafio Senai + Indústria”. A missão dos alunos do Senai Nova Friburgo era tirar ideias do papel, propondo soluções inovadoras para a indústria, com um discurso qualificado e convincente. 

Ao todo, 54 jovens que integram 14 diferentes projetos fizeram parte deste desafio. Eles tiveram somente cinco minutos para convencer uma banca avaliadora sobre a eficácia, importância e resultados dos projetos. No time de avaliadores desse desafio estava a diretora de A VOZ DA SERRA, Adriana Ventura.

Os quatro projetos selecionados seguirão para uma nova fase, onde haverá a oportunidade de terem suas inovações pré-aceleradas através de uma incubadora de novos negócios. Além do discurso de venda, os jovens ainda apresentarão protótipos de suas inovações tecnológicas. Nesta etapa, os avaliadores levarão em consideração a finalidade do projeto, potencial inovador, aplicabilidade e as competências envolvidas na elaboração e execução. A seleção dos projetos que seguirão para a próxima fase será feita no dia 9 de novembro, em Campos.

Aprovados, os estudantes poderão utilizar a estrutura do FabLab e os espaços de coworking da unidade do Senai, sob orientação de monitores e especialistas, para dar vida às soluções propostas, ou seja, transformar os projetos selecionados em planos de negócio capazes de conquistar o mercado e potenciais investidores. Para isso, os alunos já foram apresentados a conceitos de inovação, empreendedorismo, modelo de negócios e mínimo produto viável.

O Desafio

O Desafio Senai + Indústria foi lançado em dezembro de 2016 e contou com uma mostra de projetos desenvolvidos pelos alunos do Senai, a partir de um projeto piloto com demandas reais de um único setor industrial. Em 2017, entretanto, o programa expandiu para todos os setores industriais e toda rede de unidades Senai. A proposta é uma maior interação entre os alunos e as indústrias do estado do Rio, com projetos pensados para solucionar demandas das empresas relacionadas a melhoria da produtividade ou da competitividade. Tudo isso oferecendo uma rica experiência para a nova geração de profissionais que pensam “fora da caixa”, de forma empreendedora e propõem soluções inovadoras para situações do dia a dia.

Outros projetos apresentados que, embora não selecionados, também são muito bons:

- Abrir renda - Protótipo desenvolvido para aumentar a produtividade e gerar economia de tempo no processo de abertura da renda, atualmente feito à mão.

- Darw automação - Equipamento capaz de acelerar o processo de secagem do grão de café diminuindo o trabalho do colaborador e garantindo uma melhor qualidade do produto.

- Eleva + regulador de altura - Dispositivo capaz de regular a altura da mesa da máquina de costura permitindo maior conforto ao usuário, produtividade e, diminuindo os riscos de problemas ergonômicos.

- Hevin - A alpargata denominada Serra Carioca tem função dois em um e garante praticidade, conforto, anatomia e agilidade para o dia a dia.

- Monta fácil - Automatização do processo de montagem de carrinho de persianas atualmente feito à mão. Com a solução, a estimativa é de que a produção possa aumentar em até 300%.

- Digital control - Software com interface amigável capaz de controlar de forma mais eficaz e eficiente a produção em confecções, como peças prontas, desperdício e tempo de execução.

- Constru sobra - Plataforma online que reunirá uma comunidade de pessoas com o objetivo de comprar e vender o excedente de estoque de material de construção ainda utilizável, como azulejos, portas, janelas, entre outros itens.

- Reciclagem de linhas de costura - Criação de um banco de linhas onde as sobras de carretéis de linhas e fios das confecções serão disponibilizadas as micro e pequenas empresas com valor abaixo do mercado.

- Evo fone - Fone de ouvido com fio retrátil que evita que se embole com outros fios. O fio se recolhe em uma cápsula protegida aumentando o tempo de vida útil do aparelho.

Resfrimoldes – Criação de um sistema automático de lubrificação de desmoldante para as máquinas injetoras, fazendo com que a lubrificação seja totalmente segura para o operador e reduza o desperdício e os riscos de acidentes.

TAGS: empreendedorismo