Praça CEU começa a funcionar parcialmente em dezembro, diz Prefeitura

Espaço criado para atividades esportivas e culturais começou a ser construído há cerca de quatro anos na Via Expressa, mas até hoje não foi entregue à população
quarta-feira, 26 de outubro de 2016
por Alerrandre Barros
Pedreiro adapta espaço onde funcionará o projeto Solução, que oferece treinamento de judô (Foto: Henrique Pinheiro)
Pedreiro adapta espaço onde funcionará o projeto Solução, que oferece treinamento de judô (Foto: Henrique Pinheiro)

Operários realizam desde a última semana serviços de limpeza, reparos e adaptações nos prédios do Centro de Artes e Esportes Unificados, a já conhecida Praça CEU, construída no espaço de eventos da Via Expressa, no bairro Olaria. Depois de quase quatro anos desde o início da construção, a obra foi retomada pela Prefeitura de Nova Friburgo e o espaço deve ser aberto à população, parcialmente, em dezembro.

Na manhã desta quarta-feira, 26, pedreiros trabalhavam no prédio onde funcionará a nova sede do projeto Solução, uma iniciativa do comandante do 11º BPM, coronel Carlos Eduardo Hespanha, que há cerca de dez anos oferece treinamento gratuito de judô para crianças a partir de 6 anos, jovens, adultos e até idosos no bairro. Os quimonos são gratuitos e o lanche após os treinos também, graças ao apoio de empresas e instituições que apoiam o projeto social.

A limpeza da Praça CEU vem sendo realizada desde a última sexta-feira, 21. Segundo a Secretaria Municipal de Obras, funcionários retiraram enormes quantidades de entulhos e lixo, decorrentes das últimas depredações. À tarde foi feita a repintura de parte dos prédios, cujas paredes foram pichadas no início desta semana. Mesas e os banquinhos de cimento destruídos foram substituídos por equipamentos de ginástica. 

Apesar de cercado, o espaço é alvo constante de vândalos, e é por isso que a prefeitura quer ocupá-lo o quanto antes com projetos culturais e atividades esportivas, pelo Centro de Referência e Assistência Social (Cras), e futuramente o Ponto de Cultura e a sala-biblioteca que hoje funciona no Centro Vocacional e Tecnológico Vocacional e Tecnológico (CVT), ambos em Olaria. 

A obra de construção da Praça CEU, um projeto do Ministério da Cultura, custou mais de R$ 1,57 milhão aos cofres do governo federal. O processo de licitação para construção do espaço começou em 3 de maio de 2012 e terminou seis meses depois. A previsão inicial para a conclusão das obras era maio de 2014, mas o prazo mudou diversas vezes devido a atrasos nos repasses, burocracia em processos de licitação para a compra de equipamentos e materiais e prejuízos provocados pelas ações de vandalismo.

Prefeitura quer evitar nova depredação do espaço 

Para evitar novos casos de depredação no local, a Prefeitura de Nova Friburgo solicitou ao Ministério da Cultura a autorização para a ocupação provisória do espaço, com a implantação do Cras de Olaria e de atividades esportivas. O objetivo era que o espaço fosse recuperado aos poucos com a presença da comunidade que, ao frequentar o local, poderá resguardá-lo. O ministério aceitou o pedido. 

O governo municipal, desde de fevereiro deste ano, vem investindo R$ 107.056,02 em serviços de limpeza e reparos para que o espaço ficasse pronto em abril, mas o prazo novamente não foi cumprido e agora foi estendido para dezembro. Essa será uma das últimas obras que será entregue pelo prefeito Rogério Cabral antes do fim de seu mandato.

A Praça CEU foi projetada para ser um complexo cultural e esportivo destinado ao lazer e recreação dos moradores de Nova Friburgo. No primeiro prédio estão previstos um teatro com capacidade para 60 pessoas, gabinete de projeção, telecentro, sanitários, canteiros de leitura e biblioteca. O bloco 2 abrigará uma sala multiúso e o Cras. 

O espaço esportivo da praça contará com uma quadra coberta, três bicicletários, uma pista de skate de 162 metros quadrados, playground, equipamentos de ginástica e mesas de jogos.

Os CEUs são projetos do Ministério da Cultura, por meio da parceria entre a União e os municípios, cuja gestão é compartilhada entre as prefeituras e a comunidade, com a formação de um grupo gestor, que fica encarregado de criar um plano de gestão e também conceber o uso e programação dos espaços. 

Com a conclusão da obra a gestão será feita pelas secretarias municipais de Cultura, Assistência Social e Esporte e Lazer.

Foto da galeria
O espaço com quadra poliesportiva e pista de skate foi limpo na última semana (Foto: Henrique Pinheiro)
TAGS: Praça CEU