Polo de moda íntima otimista com a recuperação da economia neste semestre

Fevest superou as expectativas de bons negócios para o setor
quinta-feira, 06 de agosto de 2015
por Jornal A Voz da Serra
A Fevest atraiu compradores de diversos estados e países. Foram quase dez mil visitantes (Foto: Mauro de Souza)
A Fevest atraiu compradores de diversos estados e países. Foram quase dez mil visitantes (Foto: Mauro de Souza)

A 25ª edição da Fevest — Feira de Moda Íntima, Praia, Fitness e Matéria-Prima —, que terminou na terça-feira, 4, no Country Clube, superou as expectativas de bons negócios para o setor. O evento reuniu cerca de 100 expositores, entre confeccionistas e fornecedores da região. “Durante a feira, recebemos na Fevest 9.732 visitantes, de 21 estados brasileiros, além de comitivas e compradores da Itália, Portugal, Suíça, Chile, Colômbia, Estados Unidos e Bahamas”, comemora Marcelo Porto, presidente do Sindicato das Indústrias de Vestuário de Nova Friburgo e Região (Sindvest), promotor da feira, que representa 1.480 indústrias do polo de moda íntima.

Segundo Porto, a expectativa inicial era de incrementar em 4,5% o volume de negócios em comparação ao ano passado, chegando a R$ 50 milhões. “O movimento durante a feira superou essa previsão e a maior procura não foi por produtos de baixo custo, mas sim por novidades e tecnologia de ponta. Felizmente, as vendas totais chegaram perto dos R$ 53 milhões”, confirma o presidente do Sindvest. Entre os produtos que mais se destacaram: lingeries para a melhor idade, com design mais modernos, e plus size; a cueca em algodão, mas com estampa para colorir; lingeries confeccionadas com a primeira microfibra biodegradável do mundo; e produtos para atender necessidades pós-operatórias especiais e lingerie que oferece benefícios à saúde.

Também foi destaque no evento o lançamento do primeiro curso de pós-graduação em Design de Moda de Nova Friburgo, em parceria do Senai Espaço da Moda e Senai Cetiqt, para atender aos empresários e profissionais do setor. Durante a Fevest, o Sebrae também realizou oficinas sobre loja-conceito, novos canais de venda que aproximam a marca do consumidor, produção executiva e imagem da moda. Com inspiração futurista, “a ideia foi mostrar como é importante ajudar o cliente a entender seu corpo de um jeito prático, com uma linguagem atual e conectada. O design do espaço, retrô, mas com tecnologia de ponta, oferece interatividade e trabalha a autoestima das mulheres”, explica a coordenadora regional do Sebrae, Fernanda Gripp. E em parceria com o Sindvest e apoio da Firjan, o Sebrae lançou na Fevest o livro “Nova Friburgo Moda”, que conta a história industrial do polo, e em breve terá seu formato digital, para download.

Balanço positivo

Para os confeccionistas, a 25ª edição da Fevest foi um sucesso. “A Fevest reúne as melhores empresas, os melhores fornecedores e, consequentemente, os melhores clientes. Nesta edição, tive a oportunidade de receber importadores de vários países, entre eles da Itália e Caribe. A Fevest é o momento indispensável para fixar o título que Nova Friburgo alcançou de Capital da Moda Íntima. Todas as empresas da cidade devem se apresentar para fazer jus ao título adquirido”, destaca o empresário Paulo Chelles, da De Chelles. Eleonora Erthal, da Monthal Lingerie Noite, que participou de todas as edições da Fevest e este ano lançou a primeira lingerie com microfibra biodegradável, realizou 10% a mais de negócios em relação ao ano anterior. “A feira dá visibilidade para a região e a mídia, este ano, foi muito parceira, fundamental; a divulgação compensou todo o nosso investimento”, comentou Eleonora ao fazer um balanço da participação de sua empresa.

A Fevest terminou, mas os negócios continuam até a próxima edição da feira, que já tem data marcada para 3, 4 e 5 de julho de 2016. O presidente do Sindvest convida visitantes e compradores a visitar a Exposição “Novos talentos”, aberta no dia último dia 2 e que permanece até 15 de dezembro, no Senai Espaço da Moda. A 25ª Fevest foi realizada pelo Sindicato das Indústrias de Vestuário de Nova Friburgo e Região (Sindvest) com promoção do Senai/Firjan e Sebrae; patrocínio do Banco do Brasil, Correios e Governo Federal; apoio do Governo do Estado (Secretaria de Estado de Desenvolvimento Econômico), Prefeitura de Nova Friburgo, Conselho da Moda, Tex Brasil, Abit e Apex Brasil; e organização da Teia de Eventos.

TAGS: Fevest | setor de moda íntima