PIB do Estado do Rio cresceu 1,2% em 2018, diz Firjan

Para 2019, entidade aposta em crescimento maior com as reformas propostas pelo governo federal
quinta-feira, 21 de março de 2019
por Jornal A Voz da Serra
PIB do Estado do Rio cresceu 1,2% em 2018, diz Firjan

No ano passado, o PIB (Produto Interno Bruto) fluminense avançou 1,2% em relação ao ano anterior, conforme a nota técnica da Federação das Indústrias do Estado do Rio de Janeiro (Firjan) “Resultados e perspectivas para o PIB”. De acordo com a análise da entidade, após três anos de resultados negativos, os setores de serviços (+0,9%) e indústria (+1,2%) voltaram a apresentar crescimento.

Na indústria ocorreu um crescimento em todos os subsetores, com exceção da construção civil que registrou queda de -1,6%, decorrentes dos efeitos da crise fiscal que afetou principalmente a demanda por obras de infraestrutura. Por outro lado, a indústria de transformação teve avanço de 2,6% em 2018, devido, principalmente nos segmentos de fabricação de coque, de produtos derivados e de biocombustíveis e veículos automotores.

Porém, a mudança na dinâmica de produção no segundo semestre, em função da queda de exportações de veículos para a Argentina, acende um sinal de alerta para 2019. Já a indústria extrativa cresceu 1,3%, patamar inferior ao observado em 2017. “A expectativa no início de 2018 era de um PIB de 1,9%. Porém, chegamos a próximo de 1%, fechando em 1,2%. Esse descasamento ocorreu fundamentalmente por dois motivos: um técnico, devido à queda nas exportações de veículos automotivos para a Argentina; e o segundo, o da desconfiança do empresário, gerada pela frustração da não aprovação das reformas, em especial a da Previdência”, destaca o gerente de Estudos Econômicos da Firjan, Jonathas Goulart.

De acordo com o economista, 2019 apresenta um cenário parecido com o ano anterior: um novo governo, retomada de confiança do empresário e expectativa de aprovação da Reforma da Previdência. “Nesse cenário, com a aprovação da reforma, o Rio de Janeiro pode crescer 2,6% em 2019. Sem a reforma, não passaremos de 1,4%. É um cenário semelhante ao que tínhamos no início de 2018. Esperamos que o resultado seja melhor ao fim de 2019”, avalia Goulart.

A nota técnica completa do PIB fluminense 2018 com a avaliação do desempenho das indústrias no quarto trimestre do ano passado pode ser acessada por meio deste link: https://www.firjan.com.br/publicacoes/publicacoes-de-economia/pib-brasil-e-rio-de-janeiro-resultados-e-projecoes.htm

 

TAGS: Firjan | PIB