Nova Friburgo se prepara para o segundo turno das eleições

No município serão mantidas as alterações de locais anunciadas no primeiro turno, sem novas mudanças
quinta-feira, 25 de outubro de 2018
por Paula Valviesse (paula@avozdaserra.com.br)
Nova Friburgo se prepara para o segundo turno das eleições

 

Os eleitores de Nova Friburgo se preparam para ir às urnas no segundo turno das eleições 2018, que acontece no próximo domingo, 28, das 8h às 17h. Desta vez os eleitores irão votar apenas para presidente da República e governador. Em Nova Friburgo, assim como em diversos outros municípios no país, problemas na identificação biométrica no primeiro turno causaram filas nas seções de votação.

Em Nova Friburgo são 151.918 mil eleitores aptos a votar, o que coloca a cidade na 14ª posição do ranking de colégios eleitorais do estado do Rio. Assim como aconteceu no primeiro turno, todas as seções eleitorais terão urnas eletrônicas com identificação biométrica.

O voto com biometria contempla 9,45% dos eleitores que cadastraram a digital na Justiça Eleitoral e ainda uma faixa da população que teve os dados importados através do convênio da Justiça Eleitoral com o Departamento de Trânsito do Estado do Rio de Janeiro (Detran-RJ).

Este segundo fator, conforme reclamação dos eleitores friburguenses, foi um dos motivos das filas para cotação. E, para evitar que isso ocorra nesta votação, o Tribunal Regional Eleitoral (TRE-RJ) divulgou uma lista de medidas para este segundo turno, entre elas o treinamento dos mesários, com foco nos procedimentos de identificação biométrica. De acordo com o tribunal, em qualquer caso, se as digitais não forem reconhecidas após quatro tentativas, o mesário, utilizando sua própria digital, liberará o acesso do eleitor à urna eletrônica.

Entre as medidas também estão o reforço nas sinalizações das seções eleitorais e a orientação de que seja evitada a instalação de mais de uma seção numa mesma sala. De acordo com o TRE, para Nova Friburgo foram disponibilizadas 496 urnas eletrônicas, sendo 34 de contingência. Os equipamentos já estão com as informações dos candidatos e sob tutela dos cartórios das zonas eleitorais 26ª e 222ª. O transporte das urnas para as seções ocorrerá no início da manhã do domingo, com auxílio de motoristas cedidos pela prefeitura.

Ainda não há informações sobre interdições de ruas. De acordo com a prefeitura, está sendo elaborada uma escala especial para o período, que será divulgada na próxima sexta-feira, 26.

Alteração de três de locais de votação são mantidas

Para este segundo turno, segundo o TRE, não há novas alterações dos locais de votação no município, sendo mantidas as já anunciadas no primeiro turno. Ou seja, apenas as mudanças na 222ª Zona Eleitoral: no distrito de Lumiar, os eleitores que votavam no Colégio Estadual Carlos Maria Marchon e na Ação Rural de Lumiar passam a votar na Escola Municipal Acyr Spitz; já na localidade de São Lourenço, no distrito de Campo do Coelho, quem antes votava na Escola Municipal São Lourenço passa a votar na Escola Municipal Victorino Bento de Toledo; no distrito de Conselheiro Paulino, os eleitores com seção na Escola Municipal Lafayette Bravo Filho tem como novo local a Escola Municipal Professor Ernesto Tessarollo, no Loteamento Floresta.

Eleitor deve estar atento aos documentos para votar

Outra medida divulgada para evitar a ocorrência de filas neste segundo turno, partiu da juíza da 222ª Zona Eleitoral, Adriana Valentim Andrade do Nascimento, que faz uma alerta para que os eleitores não esqueçam os documentos de identificação com foto e o título de eleitor, a fim de agilizar o processo.

“É indispensável a apresentação do título de eleitor e um documento de identidade com foto para o exercício do voto ou da justificativa por ausência ao pleito. Caso o eleitor não disponha de seu título, ligue antecipadamente para o cartório eleitoral a fim de obter o número e a seção eleitoral, através dos telefones (22) 2523.1944 ou (22) 2522.2548, entre 11h e 19h, de segunda a sexta-feira”, orienta a juíza.

A não apresentação do título eleitoral não impede que eleitor vote, mas é imprescindível que ele apresente em sua seção eleitoral um documento oficial com foto. Outra opção é a apresentação das informações pessoais por meio do aplicativo e-Título, no qual, para quem possui biometria a foto já substitui a apresentação de documento oficial. O aplicativo ainda pode ser utilizado por quem não tem o cadastro, contudo é preciso apresentar documento oficial.

Os locais de votação também podem ser consultados no site do TRE-RJ, nos serviços ao eleitor, pelo endereço eletrônico www.tre-rj.jus.br. Basta informar o nome completo ou número do título de eleitor, data de nascimento e nome da mãe (informação descartada no caso do mesmo não constar no registro).

Justificativa de ausência

Para dar celeridade ao processo de votação, o formulário que deve ser preenchido pelo eleitor que encontrar-se fora do domicílio eleitoral no dia da eleição e não estar habilitado a votar em trânsito, já está disponível para retirada nos cartórios eleitorais ou ainda pela internet no site do TRE.

O Requerimento de Justificativa Eleitoral (RJE) também poderá ser solicitado no dia, nos locais de votação. A justificativa deve ser feita em cada turno que o eleitor deixar de votar. Quem não justificar a ausência no dia da votação, tem até 60 dias, a contar do dia do pleito, para regularizar a situação e não pagar multa, basta acessar os sites do TRE ou do TSE ou ainda comparecer a qualquer cartório eleitoral. Também é possível encaminhar a justificativa por via postal.

Após esse prazo, o eleitor que não votou nem justificou a ausência no dia da eleição deverá regularizar sua situação em qualquer cartório eleitoral, mas, nesse caso, estará sujeito à cobrança de multa no valor de R$ 3,51 por turno.

Voto em trânsito

Nova Friburgo, por ter mais de 100 mil habitantes, está também entre os locais onde é possível votar em trânsito. De acordo com as estatísticas do TRE, mais de 15 mil eleitores estão habilitados para votar dessa maneira no estado do Rio neste segundo turno.

Para evitar dúvidas na hora da votação, como aconteceu em algumas seções no primeiro turno, vale lembrar que os eleitores que estiverem fora do domicílio eleitoral, mas em cidades do mesmo estado, poderão votar para presidente e governador. Já o eleitor em unidade da Federação diferente poderá participar apenas da eleição para presidente da República.

Manifestação silenciosa é permitida

Assim como aconteceu no primeiro turno, a manifestação individual e silenciosa do eleitor é permitida, ou seja, é possível ir votar usando adesivos, bandeiras, broches e até camisetas dos candidatos. Também não há restrição quanto ao traje, mas existe a recomendação do TRE-RJ para que o eleitor evite trajes de banho.

 

TAGS: eleições 2018