No Anchieta, uma escada para a poesia

Colégio homenageia o ex-aluno Drummond reproduzindo os versos de um de seus primeiros poemas
terça-feira, 19 de fevereiro de 2019
por Jornal A Voz da Serra
Os versos na escadaria interna do Colégio Anchieta
Os versos na escadaria interna do Colégio Anchieta

O Colégio Anchieta aproveitou o clima de volta às aulas para prestar uma homenagem especial a um dos seus ex-alunos: o saudoso poeta Carlos Drummond de Andrade. Uma de suas primeiras criações, “Vida Nova”, escrita aos 15 anos, foi adaptada e reproduzida na escadaria interna da escola jesuíta, junto a uma caricatura do grande escritor brasileiro. Em cada degrau, um verso.

A ideia foi trazer à memória, tanto dos estudantes como também dos professores, equipe pedagógica, funcionários, pais de alunos e visitantes, a crônica publicada pelo extinto jornal interno do Anchieta,  “Aurora Collegial”,  escrita por Drummond em 14 de abril de 1918.

Para a direção do Anchieta, é “uma imensa alegria divulgar, através das escadarias, as palavras do escritor Carlos Drummond de Andrade.

Conta-se que Drummond era instigado pelo professor de gramática a escrever sempre que a inspiração o abordasse. Por esse motivo, escrevia poemas até mesmo durante as aulas de ensino religioso, o que lhe custou advertências e, depois, uma expulsão.

 

TAGS: Literatura