Negros chegaram a Friburgo para trabalhar em fazendas de café

Barão Antonio Clemente Pinto negociava escravos para toda a região; Praça Marcílio Dias tinha pelourinho
quinta-feira, 15 de novembro de 2018
por Jornal A Voz da Serra
Negros chegaram a Friburgo para trabalhar em fazendas de café

Em meados do século XVIII, os negros chegaram a Nova Friburgo para trabalhar nas fazendas de café. Alguns deles, inclusive, fugiam das Minas Gerais em direção a um quilombo nas proximidades de Lumiar. Personagem marcante, o comerciante de escravos Barão Antonio Clemente Pinto negociava negros para os fazendeiros de toda a região. Produtor de café, o Barão inaugurou a linha férrea em 1884, ligando Cachoeiras, Nova Friburgo e Cantagalo, para realizar o transporte da iguaria e dos passageiros. Os imigrantes suíços e alemães também adotavam a mão de obra escrava nas fazendas, fato comprovado pela existência da Praça do Pelourinho, atual Praça Marcílio Dias. 

 

 

 

TAGS: