Memorial da Colonização Suíça completa um ano

Localizado na Casa Suíça, museu conta história dos 200 anos da colonização europeia
sábado, 18 de maio de 2019
por Guilherme Alt (guilherme@avozdaserra.com.br)
Os visitantes podem apreciar documentos da chegada das primeiras famílias suíças (Fotos: Henrique Pinheiro)
Os visitantes podem apreciar documentos da chegada das primeiras famílias suíças (Fotos: Henrique Pinheiro)

Localizada a cerca de 20 quilômetros do centro de Nova Friburgo, a Casa Suíça, na Queijaria Escola, em Conquista, distrito de Campo do Coelho, é uma das principais atrações turísticas do município.

Por conta do aniversário de 200 anos de Nova Friburgo, em 2018, e da comemoração do bicentenário da chegada dos primeiros imigrantes suíços, este ano, o local tem sido parada obrigatória para turistas e principalmente para descendentes da colônia europeia.

Isso porque no espaço há o Memorial da Colonização Suíça, que começou a ganhar forma em 1996, com a construção do Teatro Pierre Kaelin, inaugurado pela atriz Fernanda Montenegro, em setembro.

No memorial, os visitantes podem apreciar documentos da chegada das primeiras famílias suíças à cidade, bem como seus pertences, como utensílios de cozinha, mobiliário e objetos de decoração, ferramentas, entre outras peças. É um museu com acervo variado, incluindo até armaduras da Guarda Suíça.

Entre as curiosidades, o Memorial da Colonização expõe uma espada utilizada pela Guarda Suíça, e ainda: réplica do quarto de um camponês, uma serra de madeira, canivetes, compassos e serrotes.

O visitante também vai encontrar um púlpito digital onde se pode fazer pesquisas sobre os primeiros colonos que aqui pisaram, com dados abrangentes sobre suas famílias e suas origens, hábitos, costumes, cultura, além de informações sobre a Suíça e Nova Friburgo, e os laços de amizade que unem os dois povos.

A Casa Suíça fica na Queijaria Escola, na RJ-130 (Nova Friburgo-Teresópolis), altura de Conquista (telefone 2529 4358).

 

TAGS: museu