Lions Clube e Globo de Ouro firmam parceria para crianças carentes aprenderem judô

Aulas serão ministradas a partir de outubro na quadra do bloco, na Vila Amélia
segunda-feira, 03 de agosto de 2015
por Eloir Perdigão
Cesinha e Joubert, presidentes do bloco Globo de Ouro e do Lions Clube de Nova Friburgo: parceria tem por objetivo ensinar judô a crianças carentes (Foto: Amanda Tinoco)
Cesinha e Joubert, presidentes do bloco Globo de Ouro e do Lions Clube de Nova Friburgo: parceria tem por objetivo ensinar judô a crianças carentes (Foto: Amanda Tinoco)

Os presidentes do Lions Clube de Nova Friburgo, Joubert Comte de Araújo Ennes Júnior, e do bloco carnavalesco Globo de Ouro, Paulo César Queiroz (Cesinha Simpatia), estiveram na redação de A VOZ DA SERRA para darem uma boa notícia aos moradores da Vila Amélia, Lagoinha e adjacências: crianças carentes terão aulas gratuitas de judô na quadra do bloco, situada atrás do mercadão da feira da Vila Amélia. Joubert e Cesinha acreditam que no mês de outubro o projeto já esteja em funcionamento.

Joubert assumiu a presidência do Lions Clube de Nova Friburgo há um mês e meio e tem como um de seus principais planos essa parceria com o Globo de Ouro, objetivando um trabalho social com o judô, envolvendo as crianças carentes desses bairros. O projeto está sendo organizado com apoio da Secretaria Municipal de Esportes e da Coopfeira, a cooperativa dos feirantes que trabalham no mercadão, para fornecimento de produtos para alimentação da criançada, além da padaria Superpão.

“CAMPEÃS DA VIDA” - As aulas serão ministradas por Joubert, que é instrutor de judô, e mais dois monitores a serem indicados. Poderão participar crianças entre 5 e 14 anos, que deverão ter a instrução acompanhada pelos pais. O limite é de 40 crianças, que inclusive receberão do Lions os judoguis (a vestimenta dos judocas, conhecidos como quimonos).

As inscrições serão precedidas de entrevistas com os pais para que sejam realmente beneficiadas crianças carentes. As aulas serão ministradas às segundas, quartas e sextas-feiras, em horário diverso da escola: quem estuda de manhã aprende judô à tarde e vice-versa.

Segundo Joubert, além de dar ocupação às crianças, o Lions também almeja um futuro promissor de todas elas, com a formação de caráter, respeito, hierarquia, disciplina, dignidade, desenvolvimento intelectual e “que sejam campeãs da vida”, salientou o presidente do Lions. Ser um campeão dentro dos tatames depende de cada um. Segundo Joubert, a Unesco preconiza o judô como o melhor esporte para a faixa estaria até os 21 anos, pois movimenta toda a parte estrutural do corpo e também a mente, já que o judoca tem de estar sempre à frente de seu adversário e tomar decisões, com raciocínio rápido. E por ser um esporte que tem conquistado muitas vitórias e medalhas para o Brasil, goza de muito prestígio junto à criançada.

O projeto do Lions em parceria com o Globo de Ouro ainda prevê para as crianças orientação pedagógica, palestras sobre os mais variados assuntos, inclusive sobre orientação profissional, e acompanhamento dos integrantes de ambas as instituições e das famílias, que serão instadas a se integrarem ao projeto.

ALA DOS JUDOCAS? – Presidente do Globo de Ouro desde março deste ano, Cesinha garante que a sede do bloco está em condições de receber o projeto do Lions. Isto devido ao empenho e competência do presidente anterior, Antônio Lopes (Queixinho). Atingida no evento climático de janeiro de 2011, encontra-se totalmente recuperada. Cesinha recebeu o bloco de Queixinho sem dívidas, porém, também sem dinheiro em caixa, e com a missão de arregaçar as mangas e trabalhar. A equipe montada — inclusive com Joubert, presidente do conselho deliberativo — deu início à gestão com trabalhos internos, como o lançamento do enredo “O número da sorte”, que é o “4”, abordando quatro aspectos: conhecimento, poder, energia e amor, de autoria do carnavalesco Alfredo Fraga. Ainda este ano virão as apresentações das musas e da rainha da bateria.

E como a criançada vai aprender judô na quadra do bloco, há a possibilidade de haver uma ala só dos pequenos judocas. Aliás, o resgate das crianças é uma meta do Globo de Ouro, mesmo tendo que encarar toda a burocracia junto aos órgãos competentes. Enfim, toda a comunidade está sendo chamada de volta ao bloco da Vila Amélia, pois permaneceu dois anos sem desfilar devido aos problemas ocasionados em 2011. “Nós queremos a família dentro do bloco”, afirma o presidente.

OUTROS PLANOS – Além do judô na quadra do Globo de Ouro, Joubert já traçou outros planos para o Lions Clube de Nova Friburgo durante sua gestão, de um ano. É sua meta realizar o mutirão da saúde em outubro, movimento do Lions no mundo inteiro nesse mês.

Joubert também quer integrar atendimentos da área de saúde aos Domingos de Lazer, promoção da Secretaria Municipal de Esportes nos últimos domingos de cada mês, na Via Expressa, em Olaria. Planeja ainda entendimentos com a escola de samba Imperatriz de Olaria, para atividades em sua quadra, e campanhas de conscientização no trânsito, entre outros serviços prestados à comunidade friburguense.

TAGS: globo de ouro | lions clube | judô