Governo municipal se manifesta sobre diálogo com servidores

Subsecretaria de Comunicação presta informações a respeito da reunião realizada na última quinta-feira
sexta-feira, 18 de agosto de 2017
por Márcio Madeira
Governo municipal se manifesta sobre diálogo com servidores

O governo municipal, através da Subsecretaria de Comunicação Social, entrou em contato com a reportagem de A VOZ DA SERRA a fim de prestar esclarecimentos a respeito da reunião mantida com a Federação dos Servidores Municipais no Estado do Rio de Janeiro (Fesep) na tarde da última e quinta-feira, 17, com vistas a debater a possibilidade de reajuste salarial e a instauração de um Plano de Cargos, Carreiras e Salários. A reportagem tentou contato durante a elaboração de matéria sobre o mesmo tema publicada sexta-feira, 18, mas não havia obtido resposta até o fechamento daquela edição.

Ao listar os representantes do governo municipal no encontro, a apuração junto aos servidores resultou num equívoco. A Prefeitura informa que “a subsecretária pedagógica de Educação, Patrícia Azevedo, não estava presente. Quem integrou a comissão junto aos demais representantes do Executivo foi Patrícia Pimentel, gerente de nível técnico I da Despesa”.

O comunicado do governo acrescenta que “no fim de julho, o prefeito Renato Bravo, atendendo ofício da Federação, propôs a criação de comissões objetivando a abertura da discussão da campanha salarial e do plano de cargos e salários. Tais comissões foram, então, formadas e o primeiro encontro de fato técnico ocorreu nesta quinta-feira, 17 de agosto”.

Ainda de acordo com a Secom, “a subsecretária de Recursos Humanos, Ana Paula Navega, se comprometeu a, dentro de 15 dias, apresentar o impacto orçamentário relacionado ao aumento salarial dos servidores, de modo que o vencimento base seja equivalente ao mínimo nacional, que é a principal reivindicação”.

A nota divulgada pelo governo também traz o posicionamento do prefeito diante das negociações. “Para o chefe do Executivo Municipal, a abertura ao diálogo é um primeiro passo na construção de melhorias para os servidores. Cumpre registrar que isto não é feito há pelo menos 15 anos, pois o sindicato que representava os servidores municipais não buscou um diálogo concreto com o Executivo acerca das demandas ora apresentadas. Portanto, conforme ratificou o prefeito Renato Bravo, é de suma importância o que agora está em curso, qual seja, o compartilhamento de posições visando o restabelecimento da valorização dos servidores, principalmente aqueles que não têm um plano de cargos e salários”.

Por fim, a nota informa que “já está marcada para o dia 4 de setembro uma nova reunião, sendo certo que, se o levantamento do impacto financeiro for concluído antes desse prazo, a Federação será imediatamente comunicada para a antecipação do encontro”.

TAGS: