Governo federal inicia preparação para o revezamento da tocha olímpica

Será uma série de reuniões para traçar os detalhes do revezamento, que percorrerá 300 municípios brasileiros
quarta-feira, 12 de agosto de 2015
por Jornal A Voz da Serra
O roteiro da tocha pelo Brasil
O roteiro da tocha pelo Brasil

O governo federal iniciou na última sexta-feira, 7, a série de reuniões preparatórias para traçar os detalhes do revezamento da tocha olímpica, que percorrerá cerca de 300 municípios brasileiros a partir de maio do ano que vem. “Queremos fazer do revezamento da tocha olímpica o grande momento para o Brasil se mostrar ao mundo. Vimos o que o Reino Unido fez quando a tocha passou por lá. Já pensou no que podemos fazer neste país continental, diverso, com povo hospitaleiro e belas paisagens?”, disse o ministro do Turismo, Henrique Eduardo Alves, na abertura da reunião, ocorrida em Aracaju (SE).

O ministro comparou os números da Copa do Mundo de 2014 — três milhões de ingressos vendidos e 15 mil jornalistas — com os dos Jogos Olímpicos — 11 milhões de ingressos e 20 mil jornalistas — para dimensionar a grandeza do evento, que começa em 5 de agosto no Rio de Janeiro. “É uma oportunidade única e queremos aproveitá-la e fazer a maior Olimpíada de todos os tempos. E também para desenvolver o turismo e aumentar o fluxo de turistas internacionais para nossos destinos”, comentou o ministro. No ano passado, o país recebeu seis milhões de estrangeiros.

A tocha chegará a Brasília, vinda da cidade grega de Olímpia, no dia 3 de maio. Da capital federal a tocha inicia um trajeto de 20 mil quilômetros, em comboio rodoviário, por mais de 300 cidades brasileiras até agosto de 2016, quando chegará ao Rio para a cerimônia de abertura do megaevento esportivo no Maracanã. O roteiro da chama inclui todas as capitais estaduais e municípios de interesse turístico como Nova Friburgo. A cidade é uma das selecionadas para o pernoite da Tocha, o que foi definido com base em critérios logísticos, turísticos e culturais.

A série de encontros prosseguirá em todas as capitais brasileiras e tem por objetivo estabelecer as estratégias para o trajeto da tocha olímpica e sensibilizar os prefeitos. Na Amazônia e em parte do Centro-Oeste o trajeto será por via aérea e, nas demais regiões, a rota será terrestre. A chama percorrerá de três a quatro cidades por dia e pernoitará em mais de 82 cidades (lista em aberto também), onde deverão acontecer grandes eventos. A chegada será em 4 de agosto, na cidade do Rio. O objetivo é alcançar o maior número possível de pessoas, aumentar a participação do povo brasileiro em torno dos jogos, contar histórias do Brasil e promover celebrações diárias.

TAGS: Tocha Olímpica | trajeto | Brasil | Revezamento