Frizão sofre 1ª derrota no Campeonato Carioca da Série B1

Serrano bate Tricolor por 1 x 0 em Petrópolis. Próximo jogo agora é na quarta, contra o Itaboraí, em Olaria
quinta-feira, 06 de junho de 2019
por Vinicius Gastin (esportes@avozdaserra.com.br)
Friburguense e Serrano fizeram duelo de muita vontade e poucos recursos técnicos em Petrópolis
Friburguense e Serrano fizeram duelo de muita vontade e poucos recursos técnicos em Petrópolis

O Friburguense amargou a sua primeira derrota no Campeonato Carioca da Série B1, dentro de um cenário típico da competição. Jogo de qualidade técnica baixa, muita luta, gramado ruim e maioria de tentativas pelo alto. O Tricolor da Serra até dominou boa parte do primeiro tempo, mas não conseguiu transformar as oportunidades criadas em gols.

O Serrano foi eficiente, balançou as redes no final do segundo tempo e venceu por 1 a 0 na tarde da última quarta-feira, 5, no estádio Atílio Marotti, em Petrópolis.O Frizão terá o espaço de uma semana até o próximo compromisso pela Série B1. O Tricolor da Serra não joga neste fim de semana, e sim, na próxima quarta-feira, 12, quando recebe o Itaboraí em Nova Friburgo, pela terceira rodada do primeiro turno da competição.

O jogo

 Depois do empate com o Duque de Caxias e o adiamento do duelo com o Serrano, Cadão ganhou tempo para trabalhar e um reforço importante para tentar a primeira vitória: o atacante Toshyia foi regularizado pelo clube e entrou em campo em Petrópolis.

Se a atuação do japonês era esperada no Friburguense, a escalação de João Victor no lugar de Dieguinho foi uma surpresa. Usando a camisa sete, o jovem revelado pelo clube dividia, com Jorge Luiz, a responsabilidade de tornar a equipe mais criativa no frio petropolitano, com direito a chuva nos minutos iniciais. Digão também apareceu na esquerda, na vaga de Walace Camilo.

Logo nos primeiros instantes, uma jogada ensaiada e perigo ao gol serranista. Logo depois, Jorge Luiz tentou de longe, mas mandou por cima. Foram duas finalizações em menos de cinco minutos, algo que faltou no jogo de estreia. A velocidade de Toshyia e a marcação no campo de ataque ditaram o ritmo do domínio tricolor.

Aos dez minutos, Rodrigo recuperou a bola e tentou duas vezes, parando em defesas de Lucão. O camisa nove deu trabalho, e tentou marcar em uma cabeçada defendida pelo goleiro. Antes, o Serrano havia chegado com Taffarel, mas sem sucesso.

Com repertório, o Friburguense foi perigoso no campo ofensivo, mas faltou calibrar os pés. Aos 29, Rodrigo teve nova chance, praticamente na marca do pênalti e isolou. Sem conseguir balançar as redes, o Tricolor quase sofreu o gol aos 31, em chute de longe de Renan. A bola desviou no meio do caminho e tocou o travessão de Afonso.

Segundo tempo

Sem alterações nas equipes, mas com modificação no panorama. O Serrano voltou com mais força ofensiva, e conseguiu as melhores jogadas nos minutos iniciais do segundo tempo. Foram vários os cruzamentos para a grande área, mas foi o chute de Wisley que tirou tinta da trave de Afonso aos 13 minutos.vAté a parada técnica, de fato, o Serrano foi melhor que o Tricolor.

Depois de suportar as investidas serranistas, o time comandado por Cadão conseguiu respirar. Com Toshyia e Jorge Luiz, o Friburguense voltou a levar perigo, mas sem exigir de Lucão. Era difícil trocar passes nas condições apresentadas pelo gramado, e o Frizão buscou a bola alta.

Aos 29 minutos, Lucas foi a campo na vaga de Toshyia, mantendo a estrutura tática, mas renovando o fôlego. Entretanto, a equipe da casa insistiu no artifício dos cruzamentos e abriu o placar aos 38 minutos. Marcelo Cabral cobrou falta, Renan antecipou a marcação e marcou o gol.

Ziquinha e Donovan foram as respostas imediatas de Cadão, e o Friburguense se atirou ao ataque nos minutos finais. Bidu tentou de longe, com desvio, para fora. O Tricolor teve uma sequência de escanteios e bolas alçadas à grande área, mas não conseguiu concluir. Ainda sem marcar gols, o Tricolor conheceu o primeiro revés na Série B1 do Carioca.

Ficha Técnica

Serrano 1 x 0 Friburguense

Campeonato Carioca Série B1 2019

Taça Santos Dumont

2ª rodada (1º turno)

Estádio Atílio Marotti, Petrópolis-RJ

Público: 249 pagantes

Renda: R$ 3.470

02/06/2018 – 15h

Árbitro: Wellington Mendonça de Mello

Assistentes: André Roberto Silveira e Ricardo Nogueira  

Serrano: Lucão, Elivelton, Ricardo Lucena e Strauber; Marlon, Magdiel, Wisley, Marcelo Cabral e Renan Bernardes (Guga); Romário e Taffarel (Vinícius).

Técnico: Alex Arruda

Friburguense: Afonso, Murillo, Bidu, Júlio César e Digão (Donovan); Damião, Ricardo, João Victor e Jorge Luiz; Toshyia (Lucas) e Rodrigo (Ziquinha).

Técnico: Cadão

2ª rodada - Taça Santos Dumont

Audax 3 x 0 São Gonçalo, EC Moça Bonita

Olaria 1 x 0 Angra dos Reis, Rua Bariri

Goytacaz 2 x 2 Gonçalense, Antônio Medeiros

Artsul 0 x 0 Nova Cidade, Nivaldo Pereira

Campos 1 x 0 Serra Macaense, Ary de Oliveira

Duque de Caxias 0 x 0 Tigres do Brasil, Marrentão

Serrano 1 x 0 Friburguense, Atílio Marotti

Itaboraí 0 x 3 Bonsucesso, Alzirão

12/jun - América x Sampaio Corrêa, Giulite Coutinho

 

Classificação

Grupo A

1º – Audax, 6 pts

2º - Olaria, 4 pts

3º - América, 3 pts

4º – Gonçalense, 2 pts

5º - Goytacaz, 2 pts

6º – Artsul, 2 pts

7º - Sampaio Corrêa, 1 pt

8º - Nova Cidade, 1 pt

9º – São Gonçalo, 1 pt

10º - Angra dos Reis, 0 pt

Grupo B

1º – Bonsucesso, 6 pts

2º - Campos, 6 pts

3º – Serrano, 3 pts

4º - Duque de Caxias, 2 pts

5º - Barra da Tijuca, 1 pt

6º - Friburguense, 1 pt

7º – Itaboraí, 1 pt

8º - Tigres do Brasil, 1 pt

9º - Serra Macaense, 0 pt

 

Tabela do Frizão

Taça Santos Dumont

Friburguense 0 x 0 Duque de Caxias, Eduardo Guinle

Serrano 1 x 0 Friburguense, Atílio Marotti

12/jun - Qua - Friburguense x Itaboraí, Eduardo Guinle

15/jun - Sáb - Bonsucesso x Friburguense, a definir

22/jun - Sáb - Barra da Tijuca x Friburguense, a definir

29/jun - Sáb - Friburguense x Tigres, Eduardo Guinle

06/jul - Sáb - Serra Macaense x Friburguense, Moacyrzão

20/jul - Sáb - Campos x Friburguense, Ângelo de Carvalho

TAGS: