Frizão estreia com derrota na Série B1 Estadual

Tricolor da Serra teve momentos de domínio, mas não conseguiu fazer gol. Próximo jogo é quarta
segunda-feira, 21 de maio de 2018
por Vinicius Gastin (esportes@avozdaserra.com.br)
A partida contra o Audax num
A partida contra o Audax num "Bangu atípico"

Um jogo repleto de adversidades. Chuva, vento forte e clima ameno em Bangu, na Zona Oeste do Rio de Janeiro. Foi neste cenário que o Friburguense fez a sua estreia no Campeonato Carioca da Série B1 na tarde do último sábado, 19, em Moça Bonita. O Audax foi competente para aproveitar uma das chances que criou, marcar com Léo Pimenta e vencer por 1 a 0. O Tricolor da Serra lutou bastante, teve momentos de domínio, mas não conseguiu pontuar.

“Sabíamos que era um jogo difícil, o Audax sempre monta times organizados e procuramos marcar em cima e ter a posse de bola. Conseguimos realizar o que foi determinado, mas tivemos uma bobeira e levamos o gol. Com a chuva, o campo pesou, alagou e nos dificultou. Vamos observar a questão física de todo mundo e, a partir daí, montar a estratégia para o jogo contra o São Gonçalo, que nem deve ser muito diferente da que já tivemos. A ideia é tentar repetir isso em casa. Sabemos que temos a responsabilidade de vencer. Contamos com a torcida nesse jogo complicado, o time vai precisar ser forte”, avalia o técnico Cadão.

O próximo desafio do Friburguense é o duelo com o São Gonçalo nesta quarta-feira, 23, no estádio Eduardo Guinle. A partida que marca a estreia do time de Cadão em casa acontece às 15h.

Ainda nos vestiários, o Friburguense, que já havia perdido Walace Camilo, por conta de uma grave lesão, e Afonso, que acabou poupado, também soube que não poderia contar com Dedé. O atacante, um dos destaques do período de preparação do Tricolor, passou mal e acabou vetado momentos antes da partida. Com Ziquinha em sua vaga, o Frizão teve três de seus principais símbolos em campo e outro na área técnica. Enquanto Cadão estreou como treinador do profissional, Sérgio Gomes herdou a camisa três e a faixa de capitão.

O Friburguense começou o jogo com mais posse de bola, e parecia melhor organizado em campo. Na bola parada, chegou a ameaçar em duas oportunidades. Na primeira, após cobrança de escanteio, foram pelo menos quatro finalizações bloqueadas pelos zagueiros do Audax. Bidu, Juninho e Lohan tentaram concluir sem sucesso. Aos 18 minutos, Ziquinha foi mais rápido que o zagueiro, e acabou derrubado na entrada da grande área. Juninho cobrou no ângulo, mas Jeferson conseguiu chegar inteiro e encaixar a bola.

E foi a partir desse lance que surgiu o gol do Audax. Tempo nublado, vento e chuva em Bangu? É raridade, mas teve tudo isso no último sábado. E foi o vento que traiu Bidu após a reposição do goleiro adversário, facilitando Léo Pimenta para conduzir, avançar e tocar no canto de Luiz Felipe. O Friburguense, em desvantagem, trocava passes e procurava o talento de Juninho e Jefinho pelo meio e as escapadas de Dieguinho pela direita. Mas foi o Audax quem voltou a assustar em cabeçada de Gilcimar, rente à trave direita.

A partir dos 30 minutos, um temporal desabou sobre o estádio e transformou-se em um teste para o gramado, que apresentou alguns pontos bem prejudicados com o acúmulo de poças. A partida ficou truncada, e Juninho tentou de fora da área, porém sem direção. No último minuto, o Frizão chegou bem pela esquerda com Jefinho, mas quem finalizou o lance foi Dieguinho, por baixo, para a defesa segura de Jeferson no canto.

Os dois times voltaram com as mesmas formações, e a chuva deu uma trégua em Bangu. Se o Audax chegou bem com a finalização de Gilcimar, o Friburguense buscou a resposta imediata com Ziquinha. Escorregões à parte, trocar passes era um desafio em alguns momentos. Cadão, em sua primeira tarde no comando da equipe, sofreu a perda de mais um atleta lesionado: o zagueiro Bruno, aos oito minutos, deu lugar a Lucas Sales. Desta forma, em tese, o Friburguense ficou mais ofensivo, e curiosamente o Audax explorou numa roubada de bola, parando em duas boas defesas de Luiz Felipe.

Logo na sequência, o Tricolor por pouco não conseguiu o empate através de uma pintura. Jefinho recebeu na área, dominou com o peito e acertou belo voleio, rente à trave direita de Jeferson. Mais compacto, o Frizão dominava as ações no segundo tempo. Em rápido contra ataque puxado por Lohan, Sales recebeu e tentou bater cruzado na direção de Ziquinha, mas Jeferson conseguiu intervir.

Depois do tempo técnico, o Audax conseguiu assustar em dois levantamentos à grande área, porém concluídos sem direção. Vitinho foi a campo aos 28 minutos, na vaga de Juninho, e o Friburguense se atirou ao ataque. O time da casa, no contra golpe, forçou Luiz Felipe a fazer grande defesa aos 35. O Audax se fechou, e o Tricolor da Serra lutou até o último minuto pelo empate. No entanto, não conseguiu balançar as redes e amargou o primeiro revés na competição.

Ficha Técnica

Audax 1 x 0 Friburguense

Campeonato Carioca Série B1 2018

Taça Santos Dumont – 1ª rodada (1º turno)

Estádio Proletário Guilherme da Silveira (Moça Bonita), Bangu-RJ

19/05/2018 – 15h

Árbitro: Rodrigo Nunes de Sá

Assistentes: Wendel de Paiva e Thiago Magalhães

Friburguense: Luiz Felipe, Dieguinho, Sérgio Gomes, Bruno (Lucas Sales) e Ricardo; Bidu, Damião (Lucas), Jefinho e Juninho (Vitinho); Ziquinha e Lohan.

Técnico: Cadão

 

Audax: Jefferson Paulino; Thiaguinho Silva, Zé Romário, Maurício e Jean; Vitor Faíska, Rodrigo Yuri, Matheus Azevedo (Pablo) e Léo Pimenta (Denílson); Pizzi (Marcondele) e Gilcimar.

Técnico: Eduardo Allax       

 

Resultados da 1ª rodada:

Serra Macaense 1 x 1 América

Santa Cruz x Americano (adiado)

Angra dos Reis 0 x 1 Barra da Tijuca

Artsul 0 x 1 Sampaio Corrêa

Barcelona 3 x 1 Gonçalense

Audax Rio 1 x 0 Friburguense

Bonsucesso 1 x 0 Carapebus

AD Itaboraí 4 x 0 Olaria

Duque de Caxias 0 x 1 Serrano

São Gonçalo EC 1 x 1 Tigres do Brasil

 

- Classificação – Grupo A:

1º – Barcelona, 3 pontos

2º - Barra da Tijuca, 3 pontos

3º - Sampaio Corrêa, 3 pontos

4º – America, 1 ponto

5º - Serra Macaense, 1 ponto

6º – Americano 0, ponto

7º - Santa Cruz, 0 ponto

8º - Angra dos Reis, 0 ponto

9º – Artsul, 0 ponto

10º - Gonçalense, 0 ponto

 

- Grupo B:

1º – Itaboraí, 3 pontos

2º - Audax Rio, 3 pontos

3º – Bonsucesso, 3 pontos

4º - Serrano, 3 pontos

5º - São Gonçalo EC, 1 ponto

6º - Tigres do Brasil, 1 ponto

7º – Carapebus, 0 ponto

8º - Duque de Caxias, 0 ponto

9º - Friburguense 0, ponto      

10º - Olaria, 0 ponto

 

- Tabela do Frizão - Taça Santos Dumont:

Audax Rio 1 x 0 Friburguense, Moça Bonita

Amanhã, 23 – Friburguense x São Gonçalo, Eduardo Guinle

Sábado, 26 – Duque de Caxias x Friburguense, Marrentão

2 de junho – Friburguense x Itaboraí, Eduardo Guinle

9 de junho – Bonsucesso x Friburguense, à definir

13 de junho – Friburguense x Carapebus, Eduardo Guinle

16 de junho – Olaria x Friburguense, Rua Bariri

20 de junho – Friburguense x Serrano, Eduardo Guinle

23 de junho – Tigres do Brasil x Friburguense, Los Lários

 

 

TAGS: futebol