Eduardo Rodrigues: o brilho eterno do carnaval de Friburgo

Ele é movido pelo amor à sua cidade,‭ ‬pela maior festa do país,‭ ‬pelo evento mais alegre e apaixonante do Brasil
terça-feira, 02 de fevereiro de 2016
por Ana Borges‭
Eduardo Rodrigues: o brilho eterno do carnaval de Friburgo

Ele é movido pelo amor à sua cidade,‭ ‬pela maior festa do país,‭ ‬pelo evento mais alegre e apaixonante do Brasil:‭ ‬o‭ ‬carnaval.‭ ‬É assim que o estilista e carnavalesco Eduardo Rodrigues,‭ ‬o Eduardinho,‭ ‬campeoníssimo nos desfiles de fantasia,‭ ‬se define.‭ ‬Depois de décadas alternando‭ ‬o primeiro e segundo‭ ‬lugares nos principais concursos da região e da cidade do Rio,‭ ‬na categoria luxo,‭ ‬ele passou para a categoria hors-concours,‭ ‬pedestal onde se mantém até hoje.‭ ‬Quase aos‭ ‬70‭ ‬anos‭ ‬de idade,‭ ‬a serem completados este ano,‭ ‬Eduardo Rodrigues é uma personalidade única do carnaval friburguense.

Nesta semana que‭ ‬antecede‭ ‬o início do reinado de Momo,‭ ‬ele forçou uma brecha na sua disciplinada rotina de trabalho para nos conceder uma rápida entrevista e deixar fotografar duas de suas notáveis e premiadas fantasias:‭ ‬Rei Midas e Pássaro Azul.‭ ‬Sua casa é seu ateliê,‭ ‬espaço aberto para receber suas‭ ‬“obras‭”‬,‭ ‬das sapatilhas às coroas,‭ ‬das plataformas aos turbantes.‭

No meio do caminho,‭ ‬estão os trajes,‭ ‬femininos ou masculinos,‭ ‬e seus indefectíveis mantos.‭ ‬Seus e de clientes.‭ ‬Tudo trabalhado com bom gosto e muito luxo,‭ ‬com destaque para os detalhes,‭ ‬que,‭ ‬para Eduardinho,‭ ‬faz toda a diferença.‭ ‬“Um detalhe pode ser a diferença entre o primeiro e o segundo lugar‭”‬,‭ ‬avisa,‭ ‬com a experiência de quem está no ramo há‭ ‬50‭ ‬anos.‭

Desde a produção da base,‭ ‬com armações,‭ ‬forros,‭ ‬tecidos,‭ ‬até chegar aos mínimos detalhes,‭ ‬em acabamentos de incontáveis lantejoulas,‭ ‬pingentes,‭ ‬vidrilhos,‭ ‬pedras,‭ ‬contas,‭ ‬filigranas‭ ‬— ‬trabalho ornamental feito de fios muito finos e pequeninas peças de metal‭ ‬—,‭ ‬de todos os tamanhos e cores,‭ ‬cuidadosamente‭ ‬aplicados,‭ ‬tudo impressiona.‭ ‬Cada dia do ano que antecede a festa momesca,‭ ‬é dedicado à confecção de fantasias,‭ ‬com todo o capricho para alcançar a beleza pretendida.‭ ‬Para tanto,‭ ‬Eduardinho conta com a colaboração de inúmeras pessoas,‭ ‬gente ligada ao carnaval,‭ ‬amigos e amigas,‭ ‬todos parceiros unidos pela mesma paixão.‭    

O som do aplauso,‭ ‬um momento único

‭Ele não tem preferência por nenhuma escola de samba ou bloco.‭ ‬Para Eduardinho,‭ ‬o que conta é o seu amor por Nova Friburgo,‭ ‬pelo carnaval que os moradores da cidade fazem.

‬“Como este ano não vai ter‭ ‬o‭ ‬concurso municipal de fantasias,‭ ‬me dediquei às fantasias dos clientes.‭ ‬E vou assistir aos desfiles da arquibancada.‭ ‬Me emociono com a passagem de cada uma das agremiações.‭ ‬Só uma coisa me faz vibrar ainda mais fortemente:‭ ‬é quando eu mesmo entro na avenida e ouço o povo na arquibancada gritar o meu nome.‭ ‬É um momento único,‭ ‬abro os braços e mentalmente envolvo cada uma daquelas pessoas.‭ ‬O som do aplauso,‭ ‬dos gritos,‭ ‬a visão das arquibancadas lotadas,‭ ‬o andamento da escola,‭ ‬os movimentos dos passistas,‭ ‬a bateria,‭ ‬tudo,‭ ‬rigorosamente tudo é algo que não tem explicação.‭ ‬Aqueles minutos valem cada dia do ano que passei trabalhando para isso.‭ ‬Vale a pena‭!‬”,‭ ‬descreve,‭ ‬sem conter a emoção.‭ 

O‭ ‬campeão afirma que seu ego não se altera com‭ ‬a conquista de troféus,‭ ‬embora sinta orgulho pelo reconhecimento.‭ ‬Sua vaidade é despertada,‭ ‬pra valer,‭ ‬segundo ele,‭ ‬pelo aplauso.‭ ‬“É o que me transmite a energia mais positiva,‭ ‬que vai me alimentar pelos próximos meses,‭ ‬ao longo do ano.‭ ‬Essa paixão só é compreendida por quem sente a mesma coisa.‭ ‬E com a mesma intensidade me dedico a produzir as fantasias,‭ ‬como a desse ano,‭ ‬para a ala da velha-guarda da Unidos da Saudade.‭

Os trajes ficaram lindos.‭ ‬É muito legal sentir a paixão do pessoal da velha-guarda,‭ ‬que faz questão de participar de tudo.‭ ‬Como,‭ ‬por exemplo,‭ ‬o seu Carrasco,‭ ‬um senhor que está sempre disposto a ajudar no que for preciso,‭ ‬e também a dona Marilda e dona Vilma,‭ ‬na equipe de costura.‭ ‬A ala da velha-guarda da Saudade vai para‭ ‬a‭ ‬avenida com‭ ‬36‭ ‬integrantes e garanto que vai ser muito bonito de ver‭”‬,‭ ‬antecipa Eduardinho,‭ ‬encerrando o papo com um feliz carnaval para todos.

  • (Foto: Lúcio Cesar Pereira)

    (Foto: Lúcio Cesar Pereira)

  • (Foto: Lúcio Cesar Pereira)

    (Foto: Lúcio Cesar Pereira)

  • (Foto: Lúcio Cesar Pereira)

    (Foto: Lúcio Cesar Pereira)

TAGS: carnaval | Personalidades friburguenses