EDITORIAL - Solução em duas rodas

quarta-feira, 18 de março de 2015
por Jornal A Voz da Serra

A PREFEITURA ainda não colocou em prática projeto para a construção de 2,7 quilômetros de ciclovias, de acordo com o convênio assinado em dezembro passado com a Caixa Econômica Federal. No total, a Prefeitura espera construir 27 quilômetros de ciclovias no município.

A FALTA DE CICLOVIAS na cidade reflete, de um lado, o despreparo dos equipamentos públicos construídos para atender a população e, de outro, a falta de consciência dos ciclistas frente às suas responsabilidades. Com vantagens e desvantagens, a bicicleta é um veículo adequado para Nova Friburgo.

EM TEMPOS DE SATURAÇÃO do sistema de transporte nas metrópoles brasileiras, a cidade do Rio, hoje com mais de 500 mil bicicletas, é um bom exemplo que oferece opção saudável, ecológica e econômica para quem convive com um clima tropical e elevadas temperaturas. O Rio dispõe atualmente de mais de 380 quilômetros de ciclovias espalhados por muitos bairros, num modelo que vale a pena ser copiado, sendo a cidade com o maior número de ciclovias da América Latina.

NA PRIORIDADE DO TRÂNSITO, o ciclista está em segundo lugar. De acordo com o CTB, o pedestre vem em primeiro e em terceiro o motorista. Na prática, isso significa que o carro deve dar a preferência à bicicleta que deve ceder a vez às pessoas a pé. Cada um dos três tem sua via especial, a do ciclista é a ciclovia, mas ele pode andar nas ruas e nunca nas calçadas.

FRIBURGO TAMBÉM TEM inúmeras possibilidades de aumentar o número de ciclistas e ciclovias. Mas também é preciso fazer muita coisa, como criar sinalização específica para bicicletas e até alterar algumas regras para veículos, como a redução da velocidade em certas vias da cidade, para maior segurança dos ciclistas.

A BICICLETA PODERIA SUBSTITUIR o automóvel ou o ônibus no transporte se houvesse mais segurança no trânsito, novas ciclovias e a criação de faixas especiais nas ruas e avenidas. Se isso acontecesse, Nova Friburgo ganharia muito em controle da poluição, na diminuição dos engarrafamentos e no aumento da qualidade de vida de seus moradores.

A PROPOSTA PARA A CONSTRUÇÃO de ciclovias deve também contemplar mudanças de atitudes da população e das autoridades de forma a permitir uma nova postura frente ao desenvolvimento, compatível com o meio ambiente. Numa cidade cada vez mais saturada de veículos, as alternativas de locomoção devem ser planejadas agora, evitando um problema no futuro.


TAGS: ciclovia