EDITORIAL - Praça dos problemas

quarta-feira, 29 de outubro de 2014
por Jornal A Voz da Serra

UM DOS PRINCIPAIS cartões-postais de Nova Friburgo e parada obrigatória de turistas que visitam a cidade, a Praça do Suspiro ainda necessita de atenção especial por parte do governo. Descaracterizada por sucessivas obras de remodelação, o local antes bucólico hoje amarga a aridez do concreto, a ausência de flores e a falta de manutenção. 

DESDE A CHUVA de 2011, o Suspiro vem sofrendo intervenções para recompor o local, sem, entretanto, dotá-lo de formas definitivas e agradáveis a quem visita o lugar. O trabalho de contenção de encostas está sendo concluído para maior segurança do teleférico, embelezando o lugar com o paisagismo no morro. Entretanto, muita coisa ainda precisa ser feita.

A PRAÇA DAS COLÔNIAS permanece fechada, sem se saber as reais causas da paralisação de suas atividades. Parte integrante do Corredor Cultural, é uma pena que não funcione para a comercialização de produtos das colônias, que agradavam bastante e era um referencial da multiplicidade da nossa formação histórica e cultural, visitada por muitos.

OS GRAMADOS existentes no local estão malcuidados e sem um devido ajardinamento que ofereça aos visitantes algo de belo e característico da cidade — as flores. Não há um só jardim que dê uma aparência de cidade turística, possibilitando ao turista tirar fotografias contando com uma paisagem marcante de uma cidade serrana com natureza exuberante.

RECENTEMENTE, a Prefeitura fez a desapropriação de um terreno localizado na parte nobre da praça, mas até agora não se pronunciou oficialmente sobre o futuro do lugar, deixando o mesmo ao abandono, com o mato crescendo e sendo frequentado por mendigos e desocupados. Tal desuso causa má impressão aos turistas e à população em geral, que espera a construção de algo que valorize a praça e dê mais uma opção de lazer e entretenimento para a população.

A PRAÇA AINDA vem sendo utilizada como estacionamento, criando um complicado movimento com flanelinhas que não disciplinam o local. Como se não bastasse, os mesmos cobram os valores que querem, sem se preocupar com a má imagem que causam, sem a devida fiscalização por parte da Autran ou da Guarda Municipal.

POR ÚLTIMO, mas não menos importante, está a restauração da Fonte do Suspiro. Danificada pela enchente, está provocando controvérsia quanto à sua descaracterização, tirando da mesma o encanto que proporcionava, para desagrado de pesquisadores e dos que se preocupam com a história de Nova Friburgo. A praça, como se observa, requer uma intervenção séria e apurada do poder público, impedindo que fique entregue à própria sorte, sem um planejamento integrado.

A VALORIZAÇÃO do Suspiro é assunto que as autoridades devem se preocupar, pois ali se situa o maior conjunto de serviços para o turismo, com o teleférico, a centenária capela de Santo Antônio, o Teatro Municipal, a Praça das Colônias, bares, restaurantes, hotelaria e comércio de moda íntima. É a síntese do que a cidade oferece. Não pode ficar à mercê do acaso. 

TAGS: