EDITORIAL - Papai Noel sobre rodas

quarta-feira, 10 de dezembro de 2014
por Jornal A Voz da Serra

A BICICLETA já está colocada aos pés da árvore de Natal como presente de inúmeras famílias brasileiras. O simpático veículo vem sendo utilizado cada vez mais pela população, principalmente nas grandes cidades, onde o número de carros praticamente inviabiliza a locomoção diariamente. 

A "MAGRELA” volta a fazer a diferença não só no Brasil. A Espanha, por exemplo, produziu no ano passado mais bicicletas que automóveis e a tendência de crescimento da produção é percebida em inúmeros outros países. Misto de prazer e necessidade, a bicicleta vem se firmando como transporte alternativo em meio ao caos do trânsito urbano, como já são hoje as motocicletas.

PROMESSA DE CAMPANHA de políticos, inclusive friburguenses, as ciclovias também ganharam espaço nas grandes metrópoles e já fazem parte da malha viária.  Uma ou mais ciclovias podem ser implantadas em Nova Friburgo, facilitando a locomoção e investindo num transporte não poluidor, de excelente benefício para a saúde do usuário, além, evidentemente, de tornar qualquer trajeto mais rápido. 

 EM OUTRAS ÉPOCAS, o município podia ostentar com orgulho uma grande quantidade de bicicletas, utilizadas quer para o trabalho, quer nas escolas e para passeio. Pelas escolas e fábricas, amplos bicicletários alojavam dezenas, centenas delas. Friburguenses idosos poderão comprovar, com nostalgia, como a locomoção era feita e a comodidade do seu uso.

ATUALMENTE, a invasão dos automóveis nas ruas da cidade tornou a convivência um risco diário, levando a muitos acidentes, como já noticiamos inúmeras vezes nas páginas deste jornal. Para que não continuemos sofrendo estes riscos, torna-se necessária a adoção de práticas urbanas que privilegiem tanto o ciclista quanto o pedestre, modificando a concepção errônea da comodidade em quatro rodas.

UMA CIDADE com geografia complexa como a nossa não pode suportar o volume de veículos sem uma prática de transporte alternativo saudável e civilizado. A bicicleta, mais do que nunca, tem espaço em Nova Friburgo. Desde que nossas autoridades compreendam a sua importância, para o bem do friburguense de hoje e das gerações futuras. 

A CADA DIA agrava-se a questão ambiental no planeta e medidas ecologicamente corretas deverão ser implantadas em todos os países para minimizar o problema. Nova Friburgo, com todo o seu rico patrimônio natural, pode se beneficiar com esta chamada "economia verde”, adotando ações pró-ativas no sentido de torná-la, também, a capital do meio ambiente.

TAGS: