“As Cores da Cidade” em cartaz no Solar do Barão

Sociedade Fotográfica e Fundação D. João VI inauguram exposição com vários espaços sensoriais
terça-feira, 05 de junho de 2018
por Ana Borges (ana.borges@avozdaserra.com.br)
A exposição no Solar do Barão (Fotos: Henrique Pinheiro)
A exposição no Solar do Barão (Fotos: Henrique Pinheiro)

A Sociedade Fotográfica de Nova Friburgo inaugurou nesta terça-feira, 29, às 19h30, a exposição "As Cores da Cidade" - Nova Friburgo 200 anos, com imagens de autoria dos associados da entidade, na Fundação Dom João VI, na Praça Getúlio Vargas, 71, Centro. A mostra estará aberta ao público, para visitação, a partir desta quarta-feira, 30, até 29 de agosto, sempre de segunda a sexta-feira, das 9h às 17h. A curadoria é da Fundação Dom João VI.

Roney Silveira, presidente da Sociedade, pretende que esta seja uma exposição de fotografias diferenciada, inédita na cidade, com salas temáticas, palestras abertas à comunidade “e algumas outras novidades que preferimos não divulgar para não quebrar o encanto da surpresa. Este evento será um presente de aniversário à comunidade friburguense e, por isto, o ingresso será gratuito em todas as atividades”, revelou.

Os artistas são: Ana Gadini, Ariane Mello, Antonio Varella, Carlos Diniz, Carlos Martins (e seu filho Bernardo, de 8 anos), Carolina Montechiari Lobosco (Tucha), Erika Castro, Fernando Lo Bianco, Fernando Guimarães, Joana D'Arc da Veiga, Juran Santos, Lúcia Sertã, Osvaldo Enoc, Regina Lo Bianco, Roney Silveira, Rosane Canto, Rose Aguiar, Salvador Canto, Tânia Montechiari, Thaís Frossard, Therezinha Tavares, Vera Espíndola e Yuri Blacheyre.

A exposição fará uma breve introdução à história da fotografia e uma apresentação sobre a Sociedade Fotográfica para

que todos possam conhecê-la. O local oferecerá sensações visuais, acústicas dinâmicas e interativas aos seus visitantes, em seis espaços distintos, dentro de um imóvel representativo na história de Nova Friburgo, o Solar do Barão de Nova Friburgo, sede da Fundação Dom João VI.

 

Espaços para sensações visuais e acústicas, dinâmicas e interativas

 

Sala Vermelha - Inspirada nas antigas salas dos laboratórios de revelação, iluminadas por lâmpadas vermelhas, esta sala abre a exposição com uma linha do tempo introdutória sobre a história da fotografia e seus paralelos com a história da fotografia em Nova Friburgo e a história da SFNF.

Sala Revoada - O tema desta sala será dedicado às aves de Nova Friburgo e região, com destaque para a vida de um Gavião da cauda branca (Geranoaetus albicaudatus) desde o ovo até a vida adulta. Fragmentos de seus habitats serão simulados em uma instalação criada a partir de elementos da natureza que serão usados como suporte para as fotografias e cenário para o canto de algumas aves. A questão sobre as aves capturadas e comercializadas ilegalmente na região também será abordada de forma lúdica e cognitiva em parceria com o Inea.

Sala Labirinto - Este espaço expõe fotografias, de diversos temas, exploradas em diferentes formatos, tamanhos, suportes e acabamentos, para revelar as belezas da cidade através dos olhares apaixonados dos fotógrafos friburguenses. 

Sala Negra - Traz fotos noturnas e astrofotografia em projeção de grande formato, em um ambiente totalmente escuro e aconchegante, onde os visitantes irão se surpreender com o impacto dessas imagens.

Sala 3D - A exposição permanente da Fundação terá uma intervenção fotográfica sobre a impressão da Planta da Villa de Nova Friburgo de 1884, destacando os patrimônios históricos que ainda existem no centro da cidade, em uma instalação com fotografias suspensas no ar, com efeito 3D.

Auditório - Serão realizadas quatro palestras por mês e mesas redondas, uma vez por semana, para debate sobre técnicas fotográficas e equipamentos, abrangendo os temas abordados dentro da exposição. Tais eventos serão voltados para o público em geral. Mesa redonda de 17h30 às 18h30, palestra após às 19h. 40 vagas.

Palestras:

  • Um novo olhar à fotografia amadora - Dicas e técnicas para melhorar as fotografias amadoras, Carlos Martins (SFNF).
  • A história da fotografia e as múltiplas formas de leitura de uma imagem, Vanessa Melnixenco (Fundação D. João VI).
  • Biodiversidade e preservação, André Bohrer Marques (doutor em ecologia e recursos naturais).
  • Workshop como manusear seu equipamento - Manuseio de equipamento fotográfico, projeção de imagens, comportamento e vestimentas na observação da vida selvagem (Juran Santos - SFNF).
  • Observação de aves (birdwatching) - Comportamento e vestimentas em busca do clic perfeito, Ana Gadini (SFNF).
  • Impressão Fineart - Conceito, papéis, pigmentos, acabamentos, Salvador Canto (SFNF).
  • Falcoaria - Observação, interação, licença ambiental, cuidados, Juran Santos (SFNF).
  • Astrofotografia arte e técnica - Abordagem dos princípios e técnicas empregadas na astrofotografia de modo simples e desmistificado, Carlos Diniz (Astrônomo).

    

As visitações com as escolas serão livres de acordo com a disponibilidade que a direção de cada unidade passar. A divulgação da exposição será realizada nas escolas públicas e privadas do ensino básico ao médio, bem como instituições de ensino superior.

 

TAGS: