Convênio vai ampliar atendimento em hospitais municipais

Estácio oferecerá estágios em mais 4 especialidades: farmácia, fisioterapia, nutrição e psicologia
terça-feira, 19 de fevereiro de 2019
por Paula Valviesse (paula@avozdaserra.com.br)
A secretária de Saúde, Tânia Trilha (Divulgação)
A secretária de Saúde, Tânia Trilha (Divulgação)

 

A secretária de Saúde de Nova Friburgo, Tânia Trilha, apresentou nesta terça-feira, 19, o projeto Mãos Dadas, que amplia o convênio entre a prefeitura e a Universidade Estácio de Sá, aumentando o números de cursos aptos a indicarem estagiários para atuar na rede municipal de Saúde. O objetivo da parceria é ampliar a integração do ensino-serviço no município e também os atendimentos nas unidades de saúde. A partir de agora, além de enfermagem, o convênio abrange: farmácia, fisioterapia, nutrição e psicologia.

Segundo a secretária, a princípio os alunos serão indicados para atuar nos hospitais municipais Raul Sertã e Maternidade Mário Dutra de Castro, mas a ideia é que esses profissionais em formação possam atuar em todas as unidades de saúde do município. “Essa é a primeira vez que um projeto como este é desenvolvido em Nova Friburgo. Já temos o estágio em enfermagem, agora ampliamos as especialidades. É um projeto excelente, porque além de trazer benefícios para a instituição de ensino, que poderá ter seus alunos colocando em prática tudo o que aprendem na teoria, também beneficia a população que terá atendimento ampliado nessas áreas. Aumentamos a gama de atendimentos e fortalecemos a rede de atenção básica com esse convênio”, explica a secretária Tânia Trilha.

Nova Friburgo tem hoje 24 Unidades Básicas de Saúde (UBS), sendo 20 unidades de Saúde da Família. Além disso, existe ainda uma policlínica, a Silvio Henrique Braune, no Centro. Por isso, o evento reuniu as três subsecretarias de saúde: Atenção Básica, Vigilância em Saúde e Atenção Hospitalar, além da diretoria dos dois hospitais municipais, para apresentar a um grupo de alunos dos novos cursos que passam a integrar o convênio as ações que vêm sendo realizadas da rede de saúde de Nova Friburgo.

Na ocasião, a subsecretária de Atenção Básica, Ariadna Henriger, apresentou alguns dados sobre a atuação do Sistema Único de Saúde (SUS) no município. Segundo ela, a atenção básica hoje em dia tem uma cobertura de 58,26%, já o programa de estratégia da família tem 47% de cobertura: “Quem é mais antigo sabe que já chegamos a ter uma cobertura de 12% em estratégia da família. Temos nossos problemas, mas estamos abertos para melhorar cada vez mais e essa integração dos cursos de saúde será muito importante”, afirmou Ariadna.

Os estágios não são remunerados, não havendo ônus ao município na contratação dos alunos. Segundo o diretor da Estácio em Nova Friburgo, Leonardo Jannott, esse projeto amplia a área de atuação para os profissionais realizarem o período de estágio necessário para conclusão dos cursos. De acordo com ele, atualmente 70% desse período prático de aprendizagem é feito na rede pública de saúde:

“Somos parceiros da prefeitura há bastante tempo, com os convênios para realização dos estágios obrigatórios e não obrigatórios. O projeto Mãos Dadas tem a premissa um pouquinho diferente, pois utilizamos o convênio guarda-chuva já existente, que até este momento ficava restrito ao curso de enfermagem e amplia para outros cursos que também têm estágios obrigatórios”, disse Jannott.

Não há número limite de vagas a serem preenchidas. De acordo com a secretária de Saúde, a rede irá absorver quantos profissionais forem possíveis. Esses alunos irão atuar em conjunto com os profissionais de saúde do município no atendimento à população. E segundo o diretor da unidade de ensino, a oportunidade é aberta para todos os alunos a partir do 5º período dos cinco cursos contemplados pelo convênio, ou seja, cerca de 800 alunos estão aptos a participar, só neste semestre.

 

TAGS: saúde