Conta de luz já está mais cara desde sexta-feira

Reajuste médio foi de 13% em Nova Friburgo. Veja dicas para economizar energia
segunda-feira, 25 de junho de 2018
por Alerrandre Barros (alerrandre@avozdaserra.com.br)
Conta de luz já está mais cara desde sexta-feira

Os friburguenses devem ficar de olho no consumo de energia elétrica. Desde esta sexta-feira, 22, começou a valer as novas tarifas da Energisa. Clientes residenciais (baixa tensão) tiveram aumento de 13,43%, e os clientes comerciais (média e alta tensão), um reajuste de 16,21% nas contas de luz.

Este mês também entrou em vigor, em todo o país, a bandeira tarifária no patamar 2, que incide cobrança extra de R$ 5 a cada 100 quilowatts-hora (kWh) consumidos. A população deve, portanto, fazer uso racional da energia elétrica para evitar levar um susto quando receber a conta no próximo mês.

“O cliente residencial, por exemplo, que pagou, R$ 100 de luz, em média nos últimos meses, com a bandeira tarifária vermelha com o novo reajuste da tarifa deve pagar, na próxima conta, cerca de R$ 118. É um aumento expressivo. Por isso, orientamos que todos, clientes residenciais e comerciais, façam uso racional da energia elétrica”, exemplificou o diretor da concessionária Energisa, Fernando Costalonga.

O reajuste foi autorizado pela Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel) este mês e vale para os 106,2 mil clientes atendidos pela concessionária em Nova Friburgo, Bom Jardim, Carmo, Duas Barras, Sapucaia e Sumidouro. No ano passado, a Energisa teve a tarifa reajustada para baixo por causa de uma adequação dos encargos setoriais. As contas ficaram 4,32% mais baratas, mas o consumidor não deve ter percebido devido ao vaivém das bandeiras tarifárias. Este ano, o aumento de 13% foi o segundo maior entre as concessionárias que atuam no estado: a Light teve reajuste de 9% e a Enel, 21%.

Dicas para economizar:

  • O chuveiro é o aparelho que mais consome energia elétrica, responsável, em média, por 25% do consumo residencial. Com a temperatura regulada no modo inverno, o gasto pode ser até 30% maior. Você não precisa abrir mão do banho quentinho, mas evite demorar no banho. 
  • Não deixe o aquecedor ligado o tempo todo. O ideal é ligar o aparelho, mas, não em temperatura máxima, e quando o ambiente estiver aquecido desligá-lo. Evite correntes de ar, já que, enquanto o aparelho esquenta o local, o ar esfria e leva embora o calor.
  • Nunca coloque alimentos quentes ou recipientes com líquidos destampados na geladeira. Assim, você exige menor esforço do motor, gastando menos energia, já que a circulação interna de ar quente faz com que o aparelho gaste mais energia até esfriar os alimentos. Colocar roupas atrás dela para secar força o motor e aumenta o consumo de energia, podendo até danificá-la.
  • Na hora de passar roupa, reúna o máximo de peças limpas para evitar ligar o aparelho várias vezes. Utilize a temperatura indicada no ferro para cada tipo de tecido, deixando as roupas mais leves para o final.
  • Prefira lâmpadas LED.
  • Não utilize vários equipamentos elétricos ao mesmo tempo e evite o uso dos aparelhos mais potentes no horário de pico. Evite deixar aparelhos eletrônicos como TV e computador ligados sem necessidade. Sempre que possível, programe o desligamento automático. A função stand-by também consome energia.
  • Nunca deixe seu aparelho celular, câmera digital e outros "dormir" carregando, ou seja, dê a carga e retire-os da tomada. Só carregue o tempo necessário especificado no manual.
TAGS: