Comerciantes debatem a segurança com o comando do 11º BPM

Notícias que circulam em redes sociais sobre suposta invasão de criminosos são o principal tema do encontro
sexta-feira, 13 de julho de 2018
por Jornal A Voz da Serra
Comerciantes debatem a segurança com o comando do 11º BPM

Empresários do comércio se reuniram esta semana com o comandante do 11º BPM, coronel Eduardo Vaz Castelano, na sede da Câmara de Dirigentes Lojistas (CDL) e do Sindicato do Comércio Varejista (Sincomércio), para discutir a segurança pública em Nova Friburgo. Os comerciantes disseram ao comandante que a classe está apreensiva com boatos sobre a chegada ao município de grupos criminosos do Rio de Janeiro e o início de uma guerra entre facções.

O comandante Castelano tranquilizou os representantes do comércio quanto à situação da violência e garantiu que as ações do 11º BPM têm sido, até agora, suficientes para conter o avanço desses criminosos. O presidente da CDL e do Sincomércio, Braulio Rezende, afirmou ao coronel Castelano não ter dúvidas do seu comprometimento com Nova Friburgo, mas ponderou que informações transmitidas em redes sociais vêm tirando o sossego de comerciantes e moradores de vários bairros. Ele destacou a necessidade de se preservar a paz que torna Nova Friburgo diferente de outros municípios do estado do Rio.

“Sabemos do empenho e das dificuldades do coronel Castelano para comandar o 11º BPM. Entretanto, precisamos nos certificar o que há de realidade e o que há de ficção nessas mensagens que andam circulando pelo WhatsApp. Nós estamos do mesmo lado e queremos o mesmo: o melhor para Nova Friburgo”, acentuou Braulio Rezende.

O comandante assinalou que somente parte das informações viralizadas na internet nos últimos dias é verdadeira. Ele admitiu que, periodicamente, bandos rivais disputam o poder em qualquer região onde exista tráfico de drogas. Mas citou pesquisas recentes que mostram queda no número de crimes em Nova Friburgo. Segundo o coronel Castelano, dados da Secretaria de Segurança Pública indicam que a área de cobertura do 11º BPM é a única do estado a atingir a meta de baixar os índices de criminalidade em 2017.

Ele mencionou também levantamento do Instituto de Pesquisa Aplicada (Ipea) que colocou Nova Friburgo no primeiro lugar entre os municípios do Rio, e o sexto no Brasil, a reduzir mortes violentas em 2018. “Grupos de conversa criam notícias enganosas que levam as pessoas a imaginar que a violência é maior do que ela é. Nós, da polícia, travamos uma luta diária que não é fácil. Além de enfrentar bandidos nas ruas, lidamos com problemas decorrentes do excesso de demanda para pouca estrutura. Ainda assim, vemos grande disparidade entre as cidades. Nova Friburgo continua a ser bem calma”, ressaltou o comandante.

O coronel Eduardo Vaz Castelano confidenciou aos empresários do comércio que sua atuação fica prejudicada especialmente pela falta de efetivo. Ele assegurou, todavia, que nada o desanima. 

“Vamos manter nosso trabalho pela segurança pública porque ela é essencial para a qualidade de vida. Somos todos afetados pelo bom ou mau serviço da polícia. Se ficar ruim para um, ficará para todos. Inclusive para o policial”, concluiu o comandante.

TAGS: