Começa restauração da fachada do centenário casarão da Euterpe

Imóvel tombado pelo Patrimônio Histórico é referência em Friburgo por abrigar agremiação musical de 156 anos
quinta-feira, 18 de julho de 2019
por Jornal A Voz da Serra
A obra na fachada do casarão (Foto de leitor)
A obra na fachada do casarão (Foto de leitor)

Em dezembro o casarão sede da banda sinfônica Euterpe Friburguense, na avenida de mesmo nome, completará seu 103° aniversário. O imóvel é tombado pelo Patrimônio Histórico é uma referência em Nova Friburgo por abrigar a agremiação musical de 156 anos de existência, fundada em 26 de fevereiro de 1863.

Além de cuidar da continuação da instituição, que há mais de um século e meio dissemina a cultura, através do ensino da música e inclusão sociocultural e educacional de jovens, a diretoria da banda investe também na manutenção e preservação do prédio de sua sede própria, cuja fachada está sendo restaurada.

A cargo do restaurador Carlos Roberto Bergamini, a obra de recuperação - que não consiste apenas em uma simples pintura - está em fase conclusiva. O último restauro da fachada fora providenciado entre 2012 e 2013, para as comemorações do sesquicentenário da banda, pelo mesmo artista que executa o trabalho agora.

Alicerces com trilhos da ferrovia

No último dia 15, completaram-se os 55 anos que o trem da Leopoldina passou por Nova Friburgo pela última vez - após mais de 90 anos, subindo a serra e cruzando a cidade, em direção às demais cidades da região. Na época da construção da atual sede da banda Euterpe, a Leopoldina Railway Company doou trilhos antigos (retirados de um trecho em manutenção de sua ferrovia na região), que foram utilizados como alicerces do casarão.

A Euterpe iniciou suas atividades, em 1863, em um salão alugado na Rua General Osório 11, no Centro, tendo posteriormente mais cinco endereços até construir a sua sede atual, no terreno adquirido, em 1913, na antiga Avenida Santos Dumont (que passou a se chamar Avenida Euterpe Friburguense, em 1938, em homenagem aos então 75 anos da banda). A diretoria da agremiação musical anunciou que vai manter a iluminação cênica, instalada desde 2013, no restauro anterior para o sesquicentenário.

 

TAGS: