Com poucas ocorrências, eleição municipal foi tranquila em Nova Friburgo

OAB registrou cerca de 50 denúncias de práticas que configuram crime eleitoral na cidade
domingo, 02 de outubro de 2016
por Jornal A Voz da Serra
(Foto: Henrique Pinheiro)
(Foto: Henrique Pinheiro)

A eleição municipal foi tranquila e poucos crimes eleitorais foram registrados no domingo, 2, em Nova Friburgo. Segundo a Polícia Militar, a decisão da Justiça Eleitoral de recolher material de campanha de todos os candidatos no final da noite de sábado, 1º, reduziu a prática de boca de urna e evitou que ruas da cidade fossem cobertas por “santinhos”, como ocorria em eleições anteriores. 

“Tudo aconteceu dentro da conformidade. Eu nunca vi uma eleição com poucas ocorrências e com as ruas tão limpas, em Nova Friburgo, como o pleito deste ano”, disse o comandante do 11º BPM, Carlos Eduardo Hespanha. “Nós demos suporte à Polícia Federal, que ficou baseada no batalhão, e acompanhou todos os casos de crimes eleitorais que foram encaminhados para a 151ª DP durante o pleito”, acrescentou. 

Na última sexta-feira, 30 de setembro, o juiz Leonardo Telles, da 26ª Zona Eleitoral, havia determinado que todos os candidatos a prefeito e vereador registrados em Nova Friburgo entregassem todo o material de campanha impressa que porventura não tivesse sido distribuído até a noite de sábado, 1º.

A medida teve como objetivo combater a prática da boca de urna e o derrame de material de campanha durante a madrugada de domingo, 2, principalmente nas proximidades dos locais de votação. A decisão do magistrado respondeu a uma representação ajuizada pelo Ministério Público.

Apesar de a PM e o Tribunal Regional Eleitoral do Rio de Janeiro (TRE-RJ) não terem divulgado um balanço das ocorrências no domingo, a Ordem dos Advogados do Brasil (OAB) em Nova Friburgo fez plantão durante a eleição e recebeu cerca de 50 denúncias de boca de urna e transporte irregular de eleitores na cidade. Os flagrantes de irregularidades foram enviados por eleitores pelo WhatsApp (22) 99725-6114, pelo telefone (22) 2522-3161 e também pela página do órgão no Facebook. 

Entre os casos, uma van verde, usada para transporte de pacientes da rede municipal de saúde, foi apreendida transportando eleitores para seções localizadas no bairro Jardim Califórnia e no distrito de Conselheiro Paulino. A OAB registrou também boca de urna no bairro Duas Pedras, com farta distribuição de “santinhos” e aglomeração de apoiadores adesivados, entre outros casos. Os detidos foram encaminhados para a delegacia.

“Todas as denúncias registradas, com a identificação do denunciante, foram encaminhadas para a Justiça Federal. Nós acompanharemos os casos. A população pode continuar contando com a OAB e enviando demandas para nossos contatos”, informou a presidente da 9ª Subseção da OAB, Mônica Bonin Leal.

Os advogados da OAB também registraram reclamações de eleitores sobre falhas em algumas urnas eletrônicas. O candidato a prefeito e atual deputado federal Glauber Braga (Psol) publicou em sua página no Facebook que o seu vice, Cláudio Damião, tentou por cinco vezes votar na chapa, mas teve problemas porque a urna não registrava o número 50. O TRE-RJ informou que nove urnas tiveram problemas técnicos em Nova Friburgo e foram substituídas, sem prejuízo para os candidatos. 

Vale lembrar que até às 17h de amanhã, 4, eleitores não podem ser detidos ou presos, salvo em flagrante ou para cumprimento de sentença criminal. A regra está prevista no Código Eleitoral e serve para garantir a liberdade do voto pelo maior número possível de pessoas sem ameaças ou pressões indevidas. 

Os casos de prisões em flagrante por crime eleitoral foram conduzidos para um local especificado pelo juiz eleitoral.

TAGS: Eleições 2016