Alunos com necessidades especiais ganham materiais para estudar

Tabuadas em braile e com fontes maiores e dicionário em libras foram elaborados por educadoras especializadas
sexta-feira, 29 de março de 2019
por Jornal A Voz da Serra
Alunos com necessidades especiais ganham materiais para estudar

Alunos com deficiências visuais e auditivas da rede municipal de ensino de Nova Friburgo vão receber materiais específicos para o aprendizado.  São tabuadas especiais, em braile e com fonte ampliada, confeccionadas por iniciativa de professoras do Centro de Capacitação e Atendimento Educacional Especializado Público Neusa Goulart Brizola. Essa escola é especializada no atendimento aos alunos com deficiência matriculadas na rede municipal.

As educadoras especializadas no atendimento aos alunos com necessidades especiais elaboraram também um dicionário em libras para os estudantes surdos. Com o material, espera-se que esses alunos possam acompanhar melhor as aulas e realizar exercícios em sala ao mesmo tempo que os demais.

Atualmente, a rede municipal de ensino de Friburgo possui seis alunos cegos, cinco surdos e seis com baixa visão, número cinco vezes maior do que havia cerca de dois anos atrás. Todos estudam em escolas de ensino regular, mas possuem atendimento educacional especializado no Centro Neusa Brizola.

A subsecretária pedagógica de Educação, Patrícia Azevedo, explicou como surgiu a ideia de elaboração do material didático especial ressaltando a meta de transformar o atendimento da Coordenação de Educação Especial da secretaria em uma referência no município, o que, segundo a subsecretária, está acontecendo. O secretário de Educação de Nova Friburgo, professor Igor Pinto, destacou as dificuldades para ensinar com a escassez de materiais específicos e emocionou-se em poder contribuir para a inclusão de alunos.

As professoras Camila Rodrigues Ferraz e Andrea Duarte, responsáveis pelo material produzido, assim como a coordenadora de Educação Especial da Secretaria de Educação, Carla Campos, e a diretora do Neusa Brizola, Regina Schimidt, ressaltaram o grande alcance que o novo material vai proporcionar aos alunos especiais. Luciana Ruiz, representante da comunidade surda, se expressou em libras e foi interpretada por Leandro Martins, o primeiro classificado no processo seletivo realizado no final do ano para contratação de auxiliares de sala, exemplificando a importância de se ter esse tipo de profissional trabalhando na rede municipal.

Na cerimônia, em seu gabinete, em que foi entregue o material, o prefeito Renato Bravo assinou a lei municipal 4.681, que institui o dia  e a semana municipal da Conscientização do Autismo, que será celebrada a partir desta terça-feira, 2. Representando o Poder Legislativo, esteve presente o vereador Isaque Demani, membro da Comissão dos Direitos Humanos, da Mulher e das Pessoas com Deficiência.

 

TAGS: Educação