Academia Friburguense de Letras dá posse a jovens escritores

Solenidade reúne membros da academia e autoridades para saudar os novos integrantes da Casa de Salusse
sexta-feira, 24 de março de 2017
por Ana Borges
Academia Friburguense de Letras dá posse a jovens escritores

Para a presidente da Academia Friburguense de Letras (AFL), a escritora Tereza Malcher, “ao acolher jovens talentosos escritores, pastores de palavras sensíveis e inteligentes, a Academia se ilumina”. A sessão solene de posse dos novos cinco integrantes — do recém-criado Anexo Jovem da Academia, uma iniciativa que tem como objetivo acolher escritores de 16 a 29 anos — será na próxima sexta-feira, 31, às 19h, no plenário da Câmara Municipal, Rua Farinha Filho, 50, Centro.  

Os jovens são: Brenno Ariel da Silva Castro, Thales Amaral, Ania Kítylla Gevezier Paredes, Isabelle Caetano Sarruf e Rachel Ventura Rabello. Para cada um, o ingresso na AFL representa a possibilidade de uma experiência inestimável, plena de significados. Como bem descreveu Tereza Malcher:

“Eles, desde já experientes viajantes em estradas literárias, feitas de prosa e poesia, vão contribuir para que Nova Friburgo resgate a sua essência inspiradora. Ao abrir nossas portas à juventude, nós, os acadêmicos, reconhecemos que tomamos uma decisão corajosa e de vanguarda. Determinada, acima de tudo. Desejamos que encontrem paz e felicidade em nossa casa, a Casa de Salusse. Que, aqui, possam aprimorar a arte da palavra e produzir textos de valor literário cada vez maior.”

Os padrinhos são: Ordilei Alves da Costa, George dos Santos Pacheco, Hartmut Ernst Riedmaier, Anna Braga Asth e Robério José Canto.

O que dizem os escritores


“A maior garantia de que atingimos o sucesso é ter quem também se realize com nossas conquistas. Enxergar poesia na vida é enxergar quem está sempre ao nosso lado para ser apoio e sustento nas linhas tortas de nossa caminhada. Para tanto, vale os gestos afetuosos que recebo nos momentos mais ímpares da minha vida, já que talvez seja exatamente isso que os torne únicos. Tornar-me membro jovem da Academia Friburguense de Letras não me traria tamanha felicidade se não tivesse com quem partilhar parte desta e de meu sucesso. Todas as conquistas são coletivas, inclusive as individuais. É por isso que, com grande prazer e satisfação, vos convido para a posse no próximo dia 31, ocupando a cadeira 2A e integrando o time de jovens escritores.” Thales Amaral

 


“É uma aventura, uma iniciação – creio que digo bem – no arredor de um universo pouco notado (infelizmente) hoje. Sinto-me encantado em fazer parte desse conjunto de escritores e mentores semigual. O movimento literário está crescendo em Nova Velha Friburgo, e isto pode transformar nossas memórias em presente. Há muito nossa cidade está com a vela lá em baixo, mas este tempo está para virar. Um emaranhado de letras e arte está a descer sob nosso querido lar. Representar uma casa linda como a de Salusse é um privilégio que ainda não me tive em realidade. E tenho honra em dizer que todos nós, friburguenses, temos em nosso sangue uma dose literária, bem lá atrás do tempo. Nosso patrono mais antigo é o valor do sentimento. E ao ver isso aos olhos e lugares de Nova Friburgo, dá-me certo gosto e vida em ser friburguense. E esta velha entidade, e poderosíssima força, há de mostrar para esta Nova Velha Friburgo uma nova velha herança.” Brenno Castro

 


"Há tempos, há um mundo mudando dentro de mim e, por anos, pensei que a mudança fosse individual. Mudei de aparência, de preferências, de rumo e, por vezes, saí do prumo até encontrar meu lugar. O alívio veio quando, em consonância, percebi que havia um mundo, além de mim, em igual transformação. Parecia o lado de fora, mas entendi que não o era quando me abriu as portas e me convidou a entrar. Nos novos tempos, na nova Academia, houve gente reformando estatuto para incorporar o futuro. Então, no próximo dia 31 tomo posse da cadeira que ganhei de presente, a 3A, mas que é dúbia, pois ao mesmo tempo em que me convida a descansar da luta, inspira-me e motiva-me a trabalhar." Ania Kítylla Gevezier Paredes

 


“Estou em um turbilhão de sentimentos. O Anexo Jovem da Academia Friburguense de Letras, inédito e criado com tanto empenho, foi uma vontade que se tornou realidade. No lado mais particular eu sinto a motivação para criar e, consequentemente, vou almejar sempre mais. Há também uma emoção latente. Acredito que essa mudança será importantíssima para as novas gerações. O intuito de aproximar os jovens da Academia gera grandes transformações; nada será como antes. Essa realização é coletiva. Ocupando com grande honra a cadeira 4A, vejo que a literatura, mais uma vez, derruba barreiras entre o impossível e o possível.” Isabelle Sarruf

 


“Eu sou uma jovem escritora. Jovem não só em anos vividos, mas uma escritora ainda em formação. Tenho plena consciência disso. É um grande privilégio meu e de meus colegas ingressar em uma Academia ainda assim, no começo de nossas vidas e carreiras. É um privilégio e uma honra que nos foram concedidos pelo corpo acadêmico da AFL. E é um presente não só para nós, mas para todos os jovens escritores friburguenses. Uma iniciativa de vanguarda, que entrará para a História. Ocuparei a cadeira 5A, que tem como patrono Jamil El-Jaick, grande intelectual e professor friburguense. Como Jamil, eu também sou uma (jovem) intelectual e professora. O número 5 é o número da transformação. Tenho certeza de que essa experiência me transformará para sempre, assim como transformará a AFL e toda a comunidade friburguense.” Rachel Ventura Rabello

Os livros

Rachel Ventura: Em mãos; Escritor Profissional, vol. 1; Antologia de contos.
Isabelle Sahuf: Juízo; Desejo Oculto.
Ania Kitylla Paredes: Café sobre Tela; Brisa.
Thales Amaral: Linhas Tortas; Universo Vermelho; Falsiane.com.
Brenno Castro: Minha alma sente por mim.

TAGS: Academia Friburguense de Letras