Voluntários recolhem lixo de ruas, rios e até de montanha em Friburgo

Dia Mundial da Limpeza, no sábado, mobilizou milhares de pessoas em cidades mundo afora
segunda-feira, 23 de setembro de 2019
por Alerrandre Barros (alerrandre@avozdaserra.com.br)
Mobilizados pelo Centro Excursionista Friburguense, voluntários recolheram 10 sacos de lixo na Catarina Mãe (Fotos de divulgação)
Mobilizados pelo Centro Excursionista Friburguense, voluntários recolheram 10 sacos de lixo na Catarina Mãe (Fotos de divulgação)

Dezenas de voluntários recolheram mais de um caminhão de lixo de ruas, rios e até do alto de uma montanha em Nova Friburgo, no último sábado, 21, quando foi realizado o Dia Mundial da Limpeza, que mobilizou milhares de pessoas em diversas cidades mundo afora. A iniciativa anual visa conscientizar a população sobre o descarte irregular de resíduos sólidos urbanos.

No Centro, membros do Lions Clube e do Tiro de Guerra, com apoio das secretarias municipais de Meio Ambiente e Serviços Públicos, recolheram lixo de ambas margens Rio Bengalas, no trecho da Rua Sete de Setembro até a Rua Duque de Caxias. Funcionários da concessionária Águas de Nova Friburgo fizeram a limpeza no leito do rio, onde encontraram grande quantidade de garrafas de plástico. O lixo recolhido durante a manhã encheu um caminhão, segundo a prefeitura. 

O subsecretário de Meio Ambiente, Alexandre Sanglard, disse que a colaboração da população é fundamental para uma cidade limpa. “Hoje é o Dia Mundial da Limpeza, criado na Estônia há alguns anos, onde um grupo de jovens resolveu limpar o país. E isso está se propagando pelo mundo. No Brasil são mais de 700 cidades envolvidas. O legado que queremos deixar é a informação de que a participação de cada um é muito importante para a nossa cidade”.

Elaine Carvalho, presidente do Lions Clube de Nova Friburgo, também falou da relevância do trabalho em conjunto em prol da preservação do meio ambiente. “Nós temos que unir forças para conseguir fazer um trabalho mais amplo. Sempre digo que uma andorinha só não faz verão. Se cada um fizer um pouquinho, se tiver a conscientização que a nossa cidade é o quintal da nossa casa, ou seja, o que você não quer para sua casa você não deveria querer para a sua cidade. Todas as atitudes que você tem dentro de casa, deveria ter fora também. Isso seria fundamental”.

No distrito de Lumiar, voluntários também participaram da mobilização organizada pela Associação de Moradores. O grupo percorreu um trecho de 1km, entre entre uma ponte e outra sobre o Rio Boa Esperança. A limpeza começou na Rua da Repetidora, que dá acesso à localidade, e foi até a sede da banda Euterpe Lumiarense. O grupo limpou ruas e as margens do rio.  

“Enchemos 30 sacos de lixo de 50 litros cada. Fizemos a limpeza em três horas, e valeu a pena. Recolhemos garrafas, plásticos, guimbas de cigarro, lâmpadas, muito papel de bala”, disse a moradora Luiza Ottoni. A ação contou com o apoio do comércio local, que contribuiu na confecção da camisa usada pelo grupo durante a retirada dos lixos.

Faxina na montanha

Um dos cartões-postais da cidade, a pedra Catarina Mãe, que compõe As Catarinas, também recebeu um grupo de montanhistas no sábado para uma limpeza. Mobilizados pelo Centro Excursionista Friburguense (CEF), os voluntários recolheram 10 sacos de lixo na montanha. Eles encontraram pequenas embalagens, lacres, tampinhas, anéis de garrafas PET, papel e muitas bitucas de cigarro. 

“A boa notícia é que não encontramos tanto lixo como em ocasiões passadas”, disse o presidente do CEF, Cláudio Tardim. “Temos realizados campanhas de conscientização para que as pessoas que visitam as montanhas tragam o lixo de volta, mesmo que não seja dele. Isso é importante para que evitemos queimadas no alto das montanhas”, destacou. 

 

TAGS: Meio Ambiente