Vargem Alta bate o Corujão e fatura o Campeonato da Cidade

Peça importante na decisão, Edinho recusa proposta profissional
quarta-feira, 03 de maio de 2017
por Vinicius Gastin
 Capitão Douglas recebe o troféu de campeão das mãos de Jorge Freiman
Capitão Douglas recebe o troféu de campeão das mãos de Jorge Freiman

Com qualidade de um lado e de outro, a inspiração foi o fiel da balança. Preciso nas bolas paradas, Gustavo fez o gol que deu a Vargem Alta o título do Campeonato da Cidade no último domingo, 30, no estádio Márcio Branco, no Stucky. A vitória por 1x0, no entanto, não traduz as inúmeras oportunidades de gols para os dois lados. Inclusive para o Corujão, que parou em belas defesas do goleiro Fernando. No fim das contas, prevaleceu a falta cobrada com precisão, e a festa em campo foi retocada pelo preto e o branco da zona rural.

O jogo

Rivalidade, campo em boas condições, torcidas presentes e um lindo troféu em jogo. O mais novo capítulo da rivalidade entre Corujão e Vargem Alta foi escrito durante a decisão do título do Campeonato da Cidade. No duelo onde os dois times valorizam a posse de bola, quem a tinha procurou construir os lances ofensivos com qualidade. Na bola parada, o alvinegro quase surpreendeu o time de Olaria no primeiro ataque.

A partir dos 15 minutos, o Corujão passou a ter leve superioridade, e a chegar com mais perigo. Foram pelo menos três finalizações com potencial para se transformar em gols. No entanto, sem a devida pontaria. Aos 29, Deivid dividiu com a defesa, com o goleiro e por muito pouco não foi premiado pela vontade. Contudo, o Vargem Alta precisou de apenas uma oportunidade, na bola parada: Gustavo cobrou falta com precisão, e abriu o placar aos 34. Pouco depois, o mesmo camisa sete acertou o travessão em nova cobrança, em distância semelhante. No último suspiro na busca pelo empate, Lenilson parou em Fernando.

Segundo tempo

Para a etapa final, o Corujão apostou na estrela e faro de gols de Marcinho, artilheiro de diversas competições de futebol amador da cidade. A equipe de Olaria voltou mais presente ao campo de ataque, e de fato conseguiu levar perigo à meta de Fernando. Pouco depois, Roosevelt, em cobrança de falta, deu trabalho ao goleiro do Vargem Alta. Na cobrança do escanteio, na sequência do lance, Felippe cabeceou por cima. Pouco depois, o duelo voltou a se repetir, e Fernando defendeu a falta cobrada por Felippe. As chances apareciam, e o Corujão abusava do desperdício. Com liberdade, Lenilson subiu e tocou de cabeça por cima da meta.

Marcinho, Felippe... Todos tentaram, mas não conseguiram vencer Fernando. Os espaços apareceram para os contra-ataques, e num deles, depois de lançamento preciso de Edinho, foi necessária uma falta na entrada da área para impedir o que poderia ser o segundo tento do Vargem Alta. Os minutos passavam, a tensão aumentava e o placar permanecia inalterado, apesar das inúmeras tentativas do Corujão. O Vargem Alta também teve seus bons momentos, mas faltava capricho no último passe. Entre levantamentos à grande área – com direito a goleiro o Corujão na área – e contra-ataques mal executados, prevaleceu o gol de Gustavo, ainda no primeiro tempo, coroando o alvinegro da zona rural com a taça de campeão.

A edição deste ano do Campeonato da Cidade contou com a participação de dez equipes, divididas em dois grupos de cinco. Quatro times de cada chave avançaram após nove rodadas, eliminando, portanto, apenas uma equipe na primeira fase. Em média, sem contar as fases finais, foram realizados três jogos por final de semana, sempre aos domingos, nos mesmos horários (à exceção da última rodada) e localidades variadas, movimentando bairros diversos de Nova Friburgo. A organização do Campeonato da Cidade foi de Jorge Freiman.

Participaram as equipes do Barroso, Bariri, Corujão, Roma, São Luiz, Vargem Alta, Juventude, Asura, Nova Esperança e Bangu.

Meu lugar é aqui

Edinho recusa proposta profissional e migra de vez para o amador

A carreira com passagens marcantes por Paraná, Vasco da Gama e tantos outros clubes poderia ter um novo capítulo na série B do futebol carioca. Entretanto, o lateral esquerdo Edinho prefere assumir de ver o novo momento de sua vida e trocar o futebol profissional pelo amador. Campeão com o Vargem Alta e eleito o melhor de sua posição no Campeonato da Cidade, preferiu continuar jogando pelo alvinegro da zona rural a voltar a atuar profissionalmente.

“Tive um convite, agradeci, mas hoje eu prefiro ficar no futebol amador. Recebi o convite e vou jogar a Supercopa SAF pelo Vargem Alta. Além disso, tenho mais tempo para coordenar a minha escolinha”, diz o jogador, que mantém um trabalho social em sua cidade natal.

Aos 37 anos de idade, Edinho foi peça importante na decisão do último domingo, 30 de abril, e tornou-se válvula de escape nos momentos de pressão do Corujão. Com a experiência, comandou o lado esquerdo e ainda orientou os companheiros em campo. “Foi uma competição difícil, uma final bastante disputada e conseguimos a vitória. Temos um grupo maravilhoso e merecemos essa conquista”, avalia.

Premiações – Campeonato da Cidade:

- Artilheiro: Deivid (Corujão) – 9 gols

- Goleiro menos vazado: Jorge (Corujão)

- Time mais disciplinado: Roma

- Revelação: Iago (Corujão)

- Técnico: Thiago (São Luiz)

- Gol mais bonito: Leandrinho

- Seleção: David, Jefinho, Felippe, Robert e Edinho; Harold, Renan, Victor, Léo, Leandrinho e Douglas Tardin.

  • Corujão, Vargem Alta e mais um capítulo da rivalidade em nova decisão

    Corujão, Vargem Alta e mais um capítulo da rivalidade em nova decisão

  • Gustavo cobra falta com precisão...

    Gustavo cobra falta com precisão...

  • ... e corre para o abraço para comemorar o primeiro gol da final

    ... e corre para o abraço para comemorar o primeiro gol da final

  • Experiência de Edinho foi uma das armas do alvinegro da zona rural

    Experiência de Edinho foi uma das armas do alvinegro da zona rural

TAGS: futebol amador