Uma luta de todos nós

quinta-feira, 06 de outubro de 2016
por Jornal A Voz da Serra

“CAMPEÕES nacionais.” Foi assim que o presidente Michel Temer se referiu aos micro e pequenos empresários para comemorar o Dia da Micro e Pequena Empresa, na última quarta-feira, 5. Para ele, nossos verdadeiros campeões nacionais são os milhões de micro e pequenos empresários, que transformam sua capacidade empreendedora em riqueza nacional. Não é sem razão que são 52% do PIB nacional, representando 95% dos estabelecimentos do país.

EM BOA HORA, Temer anunciou que o governo federal vai incentivar esses empreendedores em três eixos: com acesso a crédito, capacitação e acesso ao mercado de exportação. E também anunciou a oferta de mais de R$ 30 bilhões em linhas de financiamento de bancos públicos e privados. São linhas específicas para compra de máquinas e equipamentos, treinamento e capacitação.

INFORMAÇÕES do Sebrae (Serviço Brasileiro de Apoio às Micro e Pequenas Empresas) mostram que tais empresas representam 95% das pessoas jurídicas instaladas atualmente no Brasil e respondem por mais de metade dos empregos formais da economia nacional. As MPE sustentam a grande massa trabalhadora e representam uma fatia considerável na economia nacional.

DADOS DO Ministério do Trabalho também reforçam o expressivo percentual. As MPE mostram resistência enfrentando a crise econômica nacional, buscando segurar o emprego no país. O mercado interno brasileiro responde à crise consumindo produtos principalmente das MPE, mantendo assim a economia e expandindo-a em certos casos. Nova Friburgo se encaixa neste contexto, pois sua economia está calçada nas micro e pequenas empresas e os resultados até agora tem sido satisfatórios. Apesar da crise, o desemprego em massa não bateu à porta do município com tanta intensidade.

ALÉM DA falta de dinheiro, os efeitos das altas taxas de juros continuam prejudicando a sociedade produtiva organizada e afastando ainda mais a economia informal de sua ampla reestruturação. A queda na produção industrial este ano, conforme verificado na comparação com anos anteriores, é indicativo de que a crise econômica ainda está longe de ser debelada.

PORÉM, é louvável o esforço das MPE para continuar a garantir a trajetória econômica do Brasil. Responsável por grande parcela da população ativa, as empresas nacionais mostram que o esforço vale a pena, superando assim a descrença de muitos quanto ao desempenho brasileiro. É a grande resposta das pequenas empresas ao desafio que ora enfrentamos.

TAGS: