Uma feira progressista

quinta-feira, 14 de junho de 2018
por Jornal A Voz da Serra

      ORGANIZADORES e empresários que participarão da próxima edição da Fevest, a Feira Brasileira da Moda Íntima, Praia, Fitness e Matéria Prima, em julho, estão se esforçando para o sucesso do evento, representando, com merecimento, o setor de moda íntima do país, realizando uma significativa mostra da produção friburguense. E Nova Friburgo benficia-se amplamente, fortalecendo o setor turístico e o de serviços. 

O MERCADO de moda não tem sazonalidade e a quantidade permanente de compradores no polo friburguense mostra isso. A Fevest apenas reforça a produtividade do município e é um cartão de visitas para as centenas de empresas que atuam na região.

       EM MEIO A tantas incertezas econômicas no país, vale ressaltar a atuação das empresas friburguenses. Micros e pequenos empresários constituem um forte setor na economia do município e estão conseguindo superar a crise econômica atual, salvando negócios e empregos. 

OS NÚMEROS do setor de moda íntima de Nova Friburgo são expressivos e devem merecer uma atenção dos governantes para evitar a expansão da informalidade, além de oferecer condições reais de crescimento, adotando uma política tributária mais favorável ao empreendedorismo.  

       TAMBÉM É de se registrar a força do turismo de negócios, que proporciona à rede hoteleira da cidade uma boa movimentação nos dias de realização da feira, sem falar na gastronomia. Está provado que a relação entre turismo e negócios trás bons resultados à economia e a Fevest é um momento marcante para que tais setores não percam a integralidade. Ganha a Fevest, ganha Nova Friburgo.

TAGS: