Trecho da RJ-116 que passava por obra de ampliação é liberado

Concessionária espera que 150 mil veículos cruzem a rodovia neste feriadão
quarta-feira, 14 de novembro de 2018
por Jornal A Voz da Serra
O trecho que estava em obras (Divulgação)
O trecho que estava em obras (Divulgação)

A concessionária Rota 116, que administra o trecho privatizado da rodovia RJ-116, entre os municípios de Itaboraí e Macuco, concluiu o asfaltamento do quilômetro 53, na Serra de Três Picos, em Cachoeiras de Macacu. Com isso, o trânsito no local, que desde segunda-feira, 12, estava em sistema de siga e pare, foi liberado.

Segundo a concessionária, no local estava sendo realizada a pavimentação asfáltica da pista, que vem sendo alargada. Antes da liberação do trânsito, que foi feita às 18h desta quarta-feira, 14, véspera do feriado da Consciência Negra, foi realizada a pintura semafórica da pista. Ainda de acordo com a Rota, aproximadamente 250 toneladas de asfalto foram colocadas nesse trecho, que ficou em sistema diferenciado de tráfego durante todo dia enquanto estavam sendo realizados os trabalhos.

Durante o feriado, a concessionária estima que a movimentação seja de 150 mil veículos em todo o trecho sob concessão. Com isso, foi iniciada nesta quarta-feira a operação especial, com equipes da concessionária Rota 116 de plantão permanente para auxílio aos motoristas. A operação se estenderá até a próxima segunda-feira, 19. Além disso, durante todo este feriadão a concessionária colocará a disposição todo seu efetivo operacional no Serviço de Apoio ao Usuário.

As orientações aos motoristas são de que em caso de emergência liguem para o 0800 282 0116 para solicitação de serviços como guinchos, viaturas de inspeção de tráfego, ambulâncias-resgate, caminhões para apreensão de animais, carro-pipa e equipe especializada para atendimento a acidentes envolvendo produtos perigosos. Os veículos e equipes estarão posicionados em pontos estratégicos da rodovia, durante 24 horas.

Os usuários devem também tomar cuidado com a velocidade máxima permitida, pois os radares estarão sendo operados pelo Departamento de Estradas de Rodagem (DER-RJ). Em caso de chuva ou neblina, é necessário diminuir a velocidade e aumentar a distância entre os veículos. Caso não haja condições de seguir viagem, o motorista deve parar e permanecer em local seguro até que a chuva diminua.

 

TAGS: obra | Trânsito | Turismo