Sinduscon regional se destaca em prêmio da Firjan

Sindicato conquistou segundo lugar na categoria “Defesa Setorial”, com mobilização contra o aumento do ISS na revisão do Código Tributário de Friburgo
quarta-feira, 13 de novembro de 2019
por Jornal A Voz da Serra
O presidente da Firjan Eduardo Eugenio Gouvea Vieira (ao centro) com alguns dos agraciados (Divulgação)
O presidente da Firjan Eduardo Eugenio Gouvea Vieira (ao centro) com alguns dos agraciados (Divulgação)

Seis Sindicatos do Rio de Janeiro, que se destacaram este ano em ações de associativismo, defesa setorial e modernização, foram contemplados pelo Prêmio Melhores Práticas Sindicais 2019, oferecido pela Federação das Indústrias do Estado do Rio de Janeiro (Firjan) em parceria com a Federação das Indústrias de São Paulo (Fiesp). Entre os agraciados está o Sindicato das Indústrias da Construção Civil do Centro-Norte Fluminense (Sinduscon-CN), que recebeu o prêmio pelo segundo lugar na categoria “Defesa Setorial”, com a mobilização “Evitando Retrocessos no Ambiente de Negócios da Região”, que atuou contra o aumento do Imposto sobre Serviços (ISS) com a revisão do Código Tributário Municipal de Nova Friburgo.

“Um prêmio dessa natureza mostra que o nosso trabalho vai além do trivial e trata-se de um olhar positivo da Firjan sobre a grande economia que fizemos às empresas locais, que pagaram menos impostos", salientou Gustavo Sarruf (foto), presidente do Sinduscon-CN, que tem sua base em Nova Friburgo.

A iniciativa da Firjan e da Fiesp agraciou os três melhores em cada categoria, por estado. A solenidade foi realizada no último dia 7, na sede da federação paulista. A premiação, que está em sua terceira edição, tem como objetivo promover o fortalecimento do associativismo, com troca de experiências, incentivando a realização de novas ações. Os vencedores ganharam troféu, placa de reconhecimento e bolsas no valor da inscrição em cursos de Educação Executiva da Firjan, para 2020.

Ângela Cunha, assessora de suporte sindical e empresarial à diretoria da Firjan, ressalta que o objetivo da iniciativa é valorizar cada vez mais as boas práticas. Segundo ela, esta edição do prêmio teve ainda o olhar de outras federações do Sudeste e do Sul, para enriquecer cada vez mais a experiência: “Temos a ideia de evoluir, crescer sempre para que os demais sindicatos possam se inspirar. O prêmio vai além do esforço de cada instituição, pois estimula a capacitação”, ressaltou.

Além do Rio e São Paulo, neste ano, as federações das indústrias de Santa Catarina (Fiesc) e de Minas Gerais (Fiemg) participaram da premiação com os destaques de seus estados e fizeram parte da banca avaliadora, composta por representantes das quatro instituições.

O Sinduscon

O Sinduscon-CN representa os interesses das indústrias de construção civil e mobiliário localizadas nos municípios de Nova Friburgo, Cachoeiras de Macacu, Bom Jardim, Duas Barras, Carmo, Sumidouro, Cordeiro, Cantagalo, Santa Maria Madalena, Trajano de Moraes e São Sebastião do Alto. Com atuação focada no fortalecimento desses segmentos, o sindicato busca a identificação de gargalos para sua competitividade com o objetivo de propor soluções junto aos órgãos competentes.

Filiado à Firjan, o Sinduscon-CN foi originado do Sindicato das Indústrias da Construção Civil de Nova Friburgo, que por sua vez surgiu da extinção da Associação Profissional da Indústria da Construção Civil de Nova Friburgo.

Os premiados

Categoria: Comunicação; Produtos e Serviços; Relacionamento com o Associado e Programas de Associativismo

  • 1º lugar – Rio+Pão, com o projeto “Padeiro por um Dia” – para capacitação e inclusão social de filhos de panificadores com autismo.
  • 2º lugar – Sindirepa, com “Luz Câmera e Ação” – produção de vídeos institucionais e de serviços para aproximar associados e stakeholders, proporcionando o fortalecimento da identidade da marca.
  • 3º lugar – Simme, com “Assessoria Jurídica Trabalhista em Defesa das Associadas” – a ação que gerou economia em mais de 60% nos honorários advocatícios e participação na negociação de mais de 15 acordos em dois anos.

Defesa Setorial

  • 1º lugar – Sindirepa, com “Ação judicial em defesa do setor em face ao Crea-RJ” – sobre um mandado de segurança coletivo contra o presidente do Crea (coautor) e com ações protetivas, que tiveram apoio da Firjan, para reduzir a burocracia imposta pela entidade e as barreiras para as empresas associadas gerarem empregos.
  • 2º lugar – Sinduscon-Centro Norte Fluminense, com “Evitando Retrocessos no Ambiente de Negócios da Região” – trata-se de uma ação de defesa de interesses conjunta, com a intenção de impedir o impacto prejudicial sobre as atividades industriais após a revisão do Código Tributário Municipal. 
  • 3º lugar – Simperj, com o “Projeto Sementes do Plástico – Fortalecendo com Sustentabilidade a Imagem do Plástico” – a ação contribui para a redução dos desafios da logística reversa sobre o descarte correto, reciclagem e posicionamento do setor no ciclo de vida dos materiais plásticos dentro da economia circular.

Modernização Sindical

  • 1º lugar – Sindistal, com “Central de Serviços” – plataforma de acesso a novos negócios para promoção de suas empresas associadas que, uma vez qualificadas e habilitadas, oferecem seus serviços através de um canal coordenado e gerenciado pelo sindicato.
  • 2º lugar – Sindirepa, com “Pensar, Planejar, Inovar, Realizar e principalmente “Comunicar”. A importância de uma Gestão Executiva” – qualificação executiva, que proporcionou o aumento do número de associados de 28, no início de 2017, para 507 naquele mesmo ano, e 721, ao final de 2018, além da ampliação de parceiros.
  • 3º lugar – Sindirepa, com “O App na Modernização dos Sindicatos” – a ação permitiu a emissão de boleto automático, baixa e remissão dentro do aplicativo, além da possibilidade do CRM no Back Office, possibilitando uma gestão de forma mais eficiente.

 

 

TAGS: