Sem doses, Friburgo não amplia campanha de vacinação

Prefeitura tenta parceria com outros municípios para estender imunização além do público-alvo
segunda-feira, 17 de junho de 2019
por Fernando Moreira (fernando@avozdaserra.com.br)
Sem doses, Friburgo não amplia campanha de vacinação

Chegou ao fim no último sábado, 15, a campanha nacional de imunização contra a gripe. De acordo com determinação do Ministério da Saúde, as cidades que ainda tenham doses disponíveis podem vacinar qualquer pessoa, sendo do grupo prioritário ou não. Mas isso não deve ocorrer em Nova Friburgo, já que não há mais doses da vacina disponíveis nos postos de saúde do município desde o meio da semana passada.

Segundo informou a Subsecretaria de Comunicação Social da prefeitura (Secom), a Secretaria Municipal de Saúde solicitou mais doses da vacina à Secretaria de Estado de Saúde, mas a nova remessa ainda não foi enviada. Ainda segundo a Secom, a Subsecretaria de Vigilância em Saúde está tentando um acordo de cessão com outros municípios para poder dar continuidade a campanha, atendendo à população em geral, apesar de o município já ter atingido a meta de imunizar pelo menos 90% do público-alvo (idosos, crianças até 5 anos, gestantes, mulheres com até 45 após o parto, profisssionais de saúde e de segurança, professores e doentes crônicos).

Em Nova Friburgo, o objetivo da Secretaria de Saúde era imunizar 54 mil pessoas até o fim da campanha. Até 1º de junho, conforme noticiou A VOZ DA SERRA, 31 mil pessoas haviam sido vacinadas. Esse número correspondia a 57% da meta local. No dia 4, após a suspensão da campanha por falta de doses, a prefeitura recebeu mais  4.200 doses que acabaram poucos dias depois. No último dia 10, segundo a Secretaria Municipal de Saúde, 90% do público-alvo já haviam sido imunizados.

Milhares de vacinas descartadas por falha na refrigeração

Apesar de a Secretaria de Saúde anunciar ter atingido a meta de vacinação contra a gripe, milhares de outros friburguenses que poderiam ter se imunizado contra a doença ficaram sem a vacina devido a defeitos nos equipamentos de refrigeração onde milhares de doses estavam guardadas. Ao todo, 7.156 mil doses de vacinas foram jogadas fora devido ao problema. Dessas, 1.160 eram vacinas contra o vírus da gripe H1N1, que já provocou uma morte em Nova Friburgo.

A denúncia foi feita na última quinta-feira, 13, ao jornal A VOZ DA SERRA pelo vereador Wellington Moreira, presidente da Comissão de Saúde da Câmara de Nova Friburgo. Ainda de acordo com o parlamentar, no dia 29 de abril foram descartadas 2.787 doses; no dia 29 de maio, mais 3.173 doses; e na última segunda-feira, 10 de junho, outras 1.196 doses também foram jogadas no lixo.

As vacinas descartadas foram as de combate ao HPV, Varicela, Raiva Humana, Hepatite B, Pneumocócia, Pentavalente, Rotavirus, Meningogócica, Hepatite A, Poliomielite VIP, Poliomelite, Tríplice Viral Monovalente, Diluente e BCG.

 

TAGS: vacina | saúde