Rotas para peregrinos, caminhantes, romeiros, trilheiros

É da natureza humana a busca pelo desconhecido
sábado, 23 de novembro de 2019
por Ana Borges (ana.borges@avozdaserra.com.br)
Trilha TransCaledônia (Foto: Thomaz Morett)
Trilha TransCaledônia (Foto: Thomaz Morett)

 

A palavra peregrinar vem do latim peregrino e o verbo significa andar em peregrinação por; ir em romaria ou andar por terras distantes; viajar. Talvez para os praticantes haja uma dicotomia no uso dos termos peregrinação e romaria. O primeiro seria mais usado por aqueles que querem caminhar livre da questão religiosa, como um trekking. Já romaria atende aqueles que têm sua fé colocada à prova e normalmente fazem sacrifício em nome de uma promessa.

Sendo um ou outro, o ato em si requer esforço físico, convida à reflexão e leva a algum encontro, seja consigo mesmo ou com quem quer que seja deste plano ou de outro. Tudo isso pela intensidade das vivências que um longo caminho possibilita. Existe, inclusive, um estudo sobre os efeitos que os caminhos contemplativos exercem no bem-estar e na melhoria da qualidade de vida.

A atração pelos caminhos de peregrinação vem crescendo a cada dia, o que tem transformado o Brasil em um país de caminhantes. Nos moldes do famoso Caminho de Santiago, na Espanha, há várias trilhas no Brasil já oficializadas e que contam com o apoio de empresas e prefeituras, bem como com a hospitalidade do povo das regiões percorridas. 

Mais do que uma viagem de aventura e de um mergulho na história e na cultura dos lugares visitados, as trilhas podem se transformar em uma verdadeira viagem de autoconhecimento. Depois de concluir uma ou mais trilhas no Brasil, o primeiro passo terá sido dado para encarar o grande desafio do Caminho de Santiago.

  • Santuário de Aparecida

São 17 pontos de partida e um único de chegada no Santuário de Nossa Senhora Aparecida, na cidade paulista de Aparecida. Rota peregrina mais extensa do país, passa por 29 cidades em SP e MG e chega a ter 542 km desde o ponto mais distante, em São Carlos - a 17 dias de caminhada.

 Pousadas, bares e lanchonetes pelo caminho carimbam a credencial. Na chegada ao Santuário, é preciso levar o documento à secretaria da Pastoral, onde sua autenticidade é conferida para emissão do certificado de peregrino mariano.

  • Caminho da Fé

Para caminhantes e ciclistas, o Caminho da Fé começa em Águas da Prata (SP), ou em várias outras cidades da região, e segue até a famosa Basílica de Aparecida, passando por algumas cidades de Minas. É considerado a melhor adaptação brasileira do Caminho de Santiago. 

Marcada por setas amarelas, a trilha atravessa cafezais e fazendas de gado e inclui trechos de caminhada nos trilhos e asfalto no final. Atravessa a Serra da Mantiqueira, com trechos bem íngremes, mas a paisagem é deslumbrante. O percurso mais longo totaliza 541 quilômetros e o mais curto, partindo de Paraisópolis, 134 quilômetros.

  • Caminho das Missões

Começa em São Borja (RS) e termina na Catedral Angelopolitana de Santo Ângelo, totalizando 338 km. A maior parte da trilha do Caminho das Missões é plana e por estradas de terra, e apenas cinco quilômetros são asfaltados. O caminhante atravessa pequenas comunidades, fazendas e estâncias, sempre próximo do rio Uruguai, na divisa com a Argentina.

  • Passos de Anchieta

    O jesuíta José de Anchieta, canonizado pelo Papa Francisco, percorria quinzenalmente os 100 quilômetros de Vitória (ES) até a cidade de Anchieta, que hoje leva seu nome. Os peregrinos seguem os passos do jesuíta pelas belas praias da costa capixaba em trilha plana, que pode ser feita individualmente ou no evento anual promovido pela Associação Brasileira dos Amigos dos Passos de Anchieta, Abapa.

  • Caminho da Luz

O belo e desafiante Caminho da Luz tem início na base da cachoeira em Tombos (MG), a 380 quilômetros de BH, e termina no alto do Pico da Bandeira, no município Alto Caparaó. São 200 km de caminhada pelas montanhas mineiras, cruzando fazendas, cafezais, matas e cachoeiras. A subida final para o Pico, já dentro do Parque Nacional do Caparaó, é íngreme e difícil para quem não estiver em boas condições físicas. Você pode escolher subir ao topo ou encerrar a caminhada nas áreas de acampamento da Tronqueira ou no Terreirão, já dentro do parque, que oferecem uma vista magnífica das montanhas e do Vale do Caparaó.

  • Caminho do Sol

Mais uma das lindas trilhas no Brasil que servem de preparação para o Caminho de Santiago, o Caminho do Sol parte de Santana do Parnaíba (SP) e termina em Águas de São Pedro, na casa de Santiago, que abriga a imagem do apóstolo Tiago. São 240 quilômetros que podem ser percorridos a pé ou de bicicleta. Quem escolher caminhar vai completar o percurso em cerca de 11 dias.

 

TAGS: