Rio das Ostras registra a 1ª morte por H1N1 no Estado do Rio este ano

Vítima é servidora pública e trabalhava em creche. Campanha de vacinação continua firme em Friburgo
quarta-feira, 08 de maio de 2019
por Jornal A Voz da Serra
A vacina contra a gripe (Arquivo AVS)
A vacina contra a gripe (Arquivo AVS)

Muito frequentada por friburguenses, a cidade de Rio das Ostras registrou a primeira morte por H1N1 no Estado do Rio este ano. Segundo o site da Band News, a vítima é servidora pública e  trabalhava na creche Dona Senhorinha. A Secretaria de Saúde do município confirmou o caso, mas não informou a data do óbito. Rio das Ostras aderiu à campanha nacional de vacinação contra a gripe.

Em 2019, a Secretaria Estadual de Saúde registrou três casos da doença, todos sem mortes.

No ano passado, 233 pessoas contraíram o vírus da H1N1 em todo o Estado do Rio, sendo que 30 pacientes não resistiram e morreram.

A gripe H1N1, ou influenza A, ou gripe suína, é provocada por um subtipo do influenzavírus do tipo A. Ele é resultado da combinação de segmentos genéticos do vírus humano da gripe, do vírus da gripe aviária e do vírus da gripe suína, que infectaram porcos simultaneamente.

A transmissão pode ocorrer antes de aparecerem os sintomas. Ela se dá pelo contato direto com os animais ou com objetos contaminados e de pessoa para pessoa, por via aérea ou por meio de partículas de saliva e de secreções das vias respiratórias. O período de incubação varia de três a cinco dias. 

Em Nova Friburgo, a meta da Secretaria Municipal de Saúde é vacinar, até o próximo dia 31, pelo menos 90% do público-alvo, o que corresponde a cerca de 37 mil pessoas. A campanha de imunização iniciada no dia 10 de abril ainda não atraiu muita gente, por isso, houve uma grande aposta das autoridades de saúde no Dia D, no último sábado, que conseguiu mobilizar 3.700 pessoas.

Quem deve se vacinar

No município, o público-alvo atendido é composto por gestantes, puérperas (mulheres com até 45 dias após o parto), crianças a partir dos 6 meses e menores de 6 anos e idosos a partir 60 anos, além de funcionários da educação, profissionais de saúde e das forças de segurança, pessoas portadoras de doenças crônicas não transmissíveis e outras condições especiais, independente da idade, também estão sendo vacinados, mas nesses casos se faz necessária a apresentação de documento que comprove o vínculo empregatício ou de uma declaração médica.

Para alcançar pelo menos 90% do público-alvo, a Secretaria Municipal de Saúde anunciou que o programa Estratégia de Saúde da Família (ESF) também irá promover a vacinação contra a gripe. A imunização acontecerá sempre das 9h às 16h, conforme calendário definido pelas equipes da Atenção Básica. Nesta quinta-feira, 9, será a vez de Riograndina, Terra Nova, Varginha e Nova Suíça; no dia 15, a vacinação está aberta em Galdinópolis e Macaé de Cima; e no dia 20, ela acontecerá nas unidades de Rio Bonito.

Ainda segundo a Secretaria de Saúde, as doses da vacinação estarão disponíveis de segunda a sexta-feira, das 8h às 16h30, no postos do Suspiro, Olaria e Conselheiro, e todas as terças e quintas-feiras, das 9h às 16h, na Unidade Básica de Saúde de São Geraldo, até o final da campanha.

 

TAGS: saúde | vacina