Projeto leva sustentabilidade para as salas de aula

Educando Verde ensina a alunos reaproveitamento de recicláveis e escolas ganham coletores de óleo
sexta-feira, 16 de março de 2018
por Jornal A Voz da Serra
Projeto leva sustentabilidade para as salas de aula

Escolas públicas e particulares de Nova Friburgo poderão se beneficiar com ações do projeto Educando Verde, criado pela Secretaria Municipal de Meio Ambiente e Desenvolvimento Sustentável. Serão proporcionadas aos alunos oficinas de reaproveitamento de garrafas pet e jornais e cada escola participantes receberá coletores para recolhimento de óleo de cozinha usado estimulando os alunos a conscientizarem suas famílias sobre a importância de todos se preocuparem com o meio ambiente.

Clésio Thurler, coordenador do projeto, ressaltou a necessidade da população aprender a destinar corretamente os resíduos sólidos: “Com as oficinas de reaproveitamento de materiais geralmente descartados inadequadamente, vamos ensinar as crianças a como dar uma destinação correta a eles evitando prejuízos ao meio ambiente pelo tempo de decomposição desse material. Sem um ambiente com qualidade nós não existiríamos”, pontua ele.

As escolas interessadas em aderir ao Educando Verde devem entrar em contato com a Secretaria de Meio Ambiente, na prefeitura, das 9h às 17h. Mais informações pelo telefone 2525-9164 ou 2525-9165.

Coleta de óleo de cozinha usado

Além de coletar óleo de cozinha usado para reaproveitamento nas escolas que aderirem ao projeto Educando Verde, a Secretaria de Meio Ambiente, em parceria com a Cop Brasil, também disponibiliza outros três pontos de coleta no Centro (Estação Livre, prefeitura e Clube de Xadrez). O recolhimento será semanal e o óleo que deverá ser entregue em garrafas pet será encaminhado para entidades que fazem o reaproveitamento fabricando sabão, tinta e até combustível.

Para o depósito adequado nos pontos de coleta, as garrafas com óleo usado devem conter adesivos ou papéis colados com identificação se o material é óleo de cozinha, azeite, banha de porco ou qualquer outro derivado de óleo usado para culinária. Assim, o material poderá ser separado e destinado de forma correta. O projeto tem prazo indeterminado.

De acordo com a Comissão de Meio Ambiente do Senado, nem 5% dessas gorduras passam por processamento ambiental adequado no Brasil ao serem descartadas. Um projeto de lei do senador José Medeiros (Pode) que altera a Política Nacional de Resíduos Sólidos para repassar a responsabilidade pela coleta, pelo reaproveitamento e pelo descarte dos óleos para os fabricantes já está na pauta para ser apreciado.

 

TAGS: Meio Ambiente