Problema insolúvel

quinta-feira, 28 de julho de 2016
por Jornal A Voz da Serra

FREQUENTEMENTE o Detran informa a visita de um posto itinerante no interior do estado para fiscalização de veículos, expondo a luta dos motoristas que são obrigados a submeterem seus veículos a inspeção anual e não encontram vagas disponíveis. Mais rigorosa e criteriosa, a vistoria ganhou um grande número de inimigos, que estão pensando emplacar seus veículos em outras cidades, inclusive em outros estados.

O DESGASTE para a vistoria anual dos veículos é mais um exemplo das dificuldades que a burocracia impõe para o cidadão obter um documento. A melhoria da fiscalização, contudo, não conseguiu melhorar também a vida do contribuinte, que, afinal, é quem paga as contas por um serviço nem sempre eficiente.    

ENQUANTO outros estados avançaram na política de atendimento no serviço público, com notáveis progressos para a vida das pessoas que dependem de um papel, uma certidão ou outro documento qualquer, no Rio a máquina pública não está azeitada. Enquanto em outros estados, tirar uma carteira de identidade é coisa simples, no Rio a demora nunca é inferior a 30 dias.

NÃO BASTASSE a dificuldade em emplacar e vistoriar os veículos estacioná-los na cidade continua sendo um exercício de paciência. A ocupação indiscriminada das vagas por placas privilegiando funcionários públicos; a ocupação de importantes vagas com o comércio de veículos usados; além da carga e descarga indiscriminada por todas as ruas da cidade, fazem do trânsito de Nova Friburgo um dos mais intrincados.

A SOLUÇÃO - ou soluções - para disciplinar o trânsito ainda não foi definitivamente apresentada, levando a comunidade a entender que do jeito que está, ficará. O estacionamento rotativo que há anos vem se transformando numa boa alternativa ainda não está totalmente implantado e não há previsão de um pronto funcionamento, com uso racional e fiscalização eficaz nas ruas. Resultado: trânsito bagunçado.

A CONVIVÊNCIA com o automóvel só tende a piorar, caso as autoridades não organizem o trânsito e disciplinem o uso dos veículos principalmente no centro da cidade. O caos já atingiu as grandes cidades brasileiras. Espera-se que o mesmo não venha a se instalar também em Nova Friburgo.

TAGS: