Prefeitura vai comprar três ambulâncias UTI para hospitais e UPA

Apesar dos inúmeros apelos, distrito de Lumiar seguirá sem um veículo de primeiros socorros próprio
sexta-feira, 10 de janeiro de 2020
por Fernando Moreira (fernando@avozdaserra.com.br)
O posto de saúde de Lumiar fica no centro do distrito e ainda não possui uma ambulância própria (Arquivo AVS/ Henrique Pinheiro)
O posto de saúde de Lumiar fica no centro do distrito e ainda não possui uma ambulância própria (Arquivo AVS/ Henrique Pinheiro)

 

A Prefeitura de Nova Friburgo publicou na última quarta-feira, 8, no Diário Oficial do município, em A VOZ DA SERRA, um aviso de licitação que será realizada no próximo dia 23, às 10h, para a aquisição de três ambulâncias: uma para atender ao Hospital Municipal Raul Sertã, outra para a Unidade de Pronto Atendimento (UPA) e outra para o Hospital Maternidade Mário Dutra de Castro. A estimativa de preço para o pregão é R$ 1.074.000.

Ainda de acordo com a publicação no Diário Oficial, as ambulâncias que serão adquiridas são todas zero quilômetro, do tipo furgão, adaptado para ambulância de suporte avançado – tipo D – que é destinada ao atendimento e transporte de pacientes com alto risco e deverão contar, no mínimo, com um motorista, um médico e um enfermeiro.

A notícia, de certa forma, desagradou aos moradores e frequentadores do distrito de Lumiar, que há bastante tempo pleiteiam uma ambulância para atender à localidade, que atrai centenas de turistas, sobretudo nos fins de semana. O assunto, já abordado inúmeras vezes por A VOZ DA SERRA, voltou a ser tema de reportagem no último dia 2.

Na ocasião, a Associação de Moradores de Lumiar reiterou que é de vital importância um socorro de plantão em dias de alta temporada, como agora. O quartel mais próximo do Corpo de Bombeiros está a 33 quilômetros de distância, assim como o Hospital Municipal Raul Sertã, para onde as vítimas geralmente são levadas. O tempo de deslocamento até o centro de Lumiar varia de 35 a 45 minutos. Ou seja, para chegar até o distrito e levar o paciente para o Hospital Raul Sertã a demora é de cerca de uma hora e meia, levando em consideração o atendimento no local.

“Todo verão passamos pela mesma aflição e a prefeitura não consegue colocar uma ambulância para fazer os atendimentos prioritários. Já pedimos que o posto de saúde de Lumiar – que é uma unidade básica – seja transformado em uma unidade de atendimento 24 horas, mas a Secretaria de Saúde informou que não pode atender essa demanda. A rodovia RJ-142 está muito precária e nenhuma manutenção dá conta de acabar com os buracos. Em qualquer emergência, o transporte fica prejudicado, atrasando a chegada para atendimento no hospital, principalmente se for feito num veículo particular”, reclamou Silvia Faltz, presidente da associação de moradores.

O que diz a prefeitura

Questionada se havia também o planejamento para a compra de uma ambulância para atender o 5º distrito, a Prefeitura de Nova Friburgo informou em nota que “o distrito de São Pedro da Serra possui uma ambulância, 24 horas, para atender e amparar a população, tanto de São Pedro da Serra, quanto das localidades próximas, como Lumiar”.

No entanto, para Silvia Faltz, o veículo disponibilizado para atender as localidades não teria a mesma qualidade das ambulâncias que serão licitadas no próximo dia 23: “A que temos em São Pedro é uma ambulância comum, de pouca estrutura e que, no mínimo, deveria estar em Lumiar. A cada dez atendimentos, sete são para o 5º distrito”.

Lumiar deve ganhar unidade dos Bombeiros

Já na edição desta sexta-feira, 10, de A VOZ DA SERRA, foi publicada uma entrevista exclusiva com o comandante do 6º Grupamento de Bombeiro Militar (GBM) de Nova Friburgo, tenente-coronel Thiago Nunes Alecrim, que, entre outros temas, falou sobre essa antiga demanda dos moradores e frequentadores de Lumiar.

“Tivemos há dois meses uma reunião com os integrantes da Associação de Moradores de Lumiar e buscamos terrenos para uma unidade no local, o que vai reduzir o tempo de resposta em ocorrências que estejam direcionadas para aquela área. Temos um projeto em curso, já com uma área definida, para que possamos em curto ou médio prazo instalar uma unidade naquela região”, afirmou o comandante do 6º GBM.

TAGS: saúde