Prefeitura inicia construção da cobertura da Estação Livre nesta segunda

Linhas de ônibus e locais de embarque/desembarque serão alteradas. Diretor da Faol não aprova mudanças
quinta-feira, 04 de julho de 2019
por Guilherme Alt (guilherme@avozdaserra.com.br)
A Estação Livre (Foto: Henrique Pinheiro/ Arquivo AVS)
A Estação Livre (Foto: Henrique Pinheiro/ Arquivo AVS)

A prefeitura anunciou na manhã desta quinta-feira, 4, o início das obras da cobertura da Estação Livre (antiga Rodoviária Urbana) para a próxima segunda-feira, 8. A obra é mais uma ação do pacote anunciado em fevereiro deste ano.

Segundo informações da prefeitura, a empresa vencedora da licitação começará a instalação das coberturas na área externa da Estação Livre. A obra terá duas etapas. Na primeira, será colocada a cobertura correspondente ao lado Norte.

Com isso, haverá mudanças no local de embarque e desembarque de passageiros, que será feito, temporariamente, na Rua Sete de Setembro. Enquanto isso, usuários do transporte público que transitam pelo lado Sul poderão embarcar e desembarcar normalmente na Estação Livre. Quando a primeira etapa for concluída – a previsão é de dois meses, será iniciada a fase final, com a instalação da cobertura do lado Sul. Somente quando forem iniciadas as obras no lado Sul, o embarque/desembarque será realizado na Rua Galeano das Neves (ao lado do Friburgo Shopping). A previsão é de que toda a obra seja concluída em cinco meses.

Ainda de acordo com informações da prefeitura, o novo projeto prevê que três ônibus estacionem simultaneamente em cada lado da rodoviária, em um formato que facilita a manobra e agiliza o embarque e desembarque de passageiros. As coberturas que serão instaladas trarão muito mais conforto aos usuários do transporte público, protegendo-os até o embarque nos ônibus.

Os atendimentos da FAOL e da 1001 vão funcionar normalmente.

Mudança nas linhas de ônibus

Os ônibus das linhas Sítio São Luiz, Granja do Céu, Cascatinha e Vargem Grande que passavam pela Rua Dante Laginestra, a partir de segunda-feira, 08, farão seu ponto apenas na Estação Livre (sentido Sul).

De acordo com o diretor da empresa, Paulo Valente, as alterações são “absurdas e vão impactar a vida da população”.

“A empresa acaba de ser comunicada do fato e vai analisar o impacto da alteração sobre a operação. De antemão podemos afirmar que o somatório das interdições por conta das obras e da mudança de pontos proposta trará um grande nó no trânsito local, que acarretará atrasos nos horários de todas as linhas de ônibus que ali param, o que prejudicará severamente a população usuária do sistema de transportes coletivos de Nova Friburgo, que mais uma vez fica em segundo plano, contrariando preceitos básicos da Lei Orgânica Municipal. Não foi feito um estudo técnico sobre essas mudanças. A prefeitura age de forma política”, reclamou o diretor.

 

TAGS: Trânsito | Transporte | obra