Prazo para fim das obras na Estação Livre terá que ser prorrogado

Reforma da fachada começou em julho e teria que terminar em 8 de dezembro
quinta-feira, 28 de novembro de 2019
por Guilherme Alt (guilherme@avozdaserra.com.br)
A Estação Livre em obras (Foto: Guilherme Alt)
A Estação Livre em obras (Foto: Guilherme Alt)

 

Na manhã desta quarta-feira, 27, informações passadas à nossa redação deram conta que as obras para a cobertura do telhado da Estação Livre, a antiga rodoviária urbana na Praça Getúlio Vargas, estavam paralisadas. Um leitor entrou em contato com A VOZ DA SERRA querendo saber explicações da prefeitura e informações sobre o prazo de entrega da nova cobertura, já que ele observou que desde o início da semana a ausência de movimentação de funcionários no local.

Entramos em contato com a prefeitura que respondeu em nota: “A obra da cobertura está sim em andamento. Os profissionais seguem, neste momento, realizando alguns ajustes internos na unidade e aguardando a chegada da cobertura de vidro, que está prevista para ser instalada no sábado. Por conta da paralisação da obra, é possível que o prazo seja sim prorrogado, mas isso ainda está sendo estudado”. No entanto, consta na placa da obra o próximo dia 8 de dezembro como prazo final para os trabalhos iniciados em julho. Até agora não foram concluídos os serviços na plataforma do lado norte do terminal. Depois, uma cobertura idêntica terá que ser instalada no lado sul.  

Paralisação

As obras foram paralisadas no dia 24 de outubro, quase quatro meses após o início da empreitada. O projeto começou sem a aprovação do Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional (Iphan), responsável pela preservação de bens tombados. Segundo o órgão, a Estação Livre não conta com um tombamento individual, mas está inserida como área de entorno de um bem tombado, no caso a Praça Getúlio Vargas. Por isso, não pode sofrer alterações que alterem sua volumetria, ou que, eventualmente, venham a prejudicar a leitura visual do bem tombado. A obra vai custar R$ 1.032.184,16 ao município.

No último dia 11, a prefeitura confirmou a liberação da obra pelo Iphan. Um ofício do órgão  informou que de acordo com um parecer técnico fora aprovada a proposta de intervenção. “Salientamos que com esta aprovação, o pedido para deslocamento de um poste de energia na Praça Getúlio Vargas, que motivou a instauração deste procedimento administrativo, também está autorizada”.

Com as intervenções na plataforma do lado norte do terminal, o embarque e desembarque de passageiros está sendo feito, temporariamente, na Rua Sete de Setembro, gerando reclamações, pois a via tem calçada estreita. 

Já no lado Sul da Estação Livre, o embarque e desembarque de passageiros continua sendo feito normalmente por enquanto. Quando as obras chegarem àquela plataforma, os ônibus passarão a fazer paradas na Rua Coronel Galeano das Neves, ao lado do Friburgo Shopping. 

O projeto que integra o pacotão de obras no município anunciado no início deste ano pelo prefeito Reanto Bravo, prevê, além da cobertura nas plataformas, a construção de três áreas para parada e manobras dos ônibus de cada lado do terminal. Também serão instalados bancos de madeira para melhor acomodação dos usuários. É intenção também da prefeitura utilizar a área interna da Estação Livre para apresentações artísticas e atividades culturais. 

 

TAGS: obra