Pedágio fica mais caro nas quatro praças da RJ-116

Aumento começa a ser cobrado nesta quarta-feira e varia de R$ 0,20 a R$ 0,80, dependendo do tipo do veículo
terça-feira, 31 de julho de 2018
por Jornal A Voz da Serra
Pedágio fica mais caro nas quatro praças da RJ-116

As novas tarifas de pedágio da RJ-116, no trecho que liga Itaboraí a Macuco, passando por Nova Friburgo, ficam mais caras a partir desta quarta-feira, 1º de agosto. O valor para carros de passeio subiu de R$ 5,60 para R$ 5,80. O pedágio para caminhões e ônibus de até dois eixos passou para R$ 11,60, um aumento de R$ 0,40. Já veículos de três a seis eixos tiveram o reajuste maior, de R$ 22,40 para R$ 23,20 na tarifa. Motocicletas são isentas de pedágio.

De acordo com a Rota 116, concessionária que administra o trecho concedido da rodovia estadual, o aumento nas tarifas foi aprovado por unanimidade no último dia 30, durante sessão regulatória da Agetransp, a agência que regula o transporte público no estado, e foi publicado no Diário Oficial desta terça-feira, 31. O reajuste anual está previsto no contrato de concessão estabelecido entre a concessionária e o governo do estado.

“O reajuste serve para podermos continuar a fazer a manutenção e prestar a assistência aos motoristas, como também realizar melhorias ao longo do trecho de concessão”, disse o superintendente geral da Rota 116, Edyano Bittencourt.

A RJ-116 tem quatro praças de pedágio, localizadas nos Kms 1,9 em Itaboraí; 48,8, em Cachoeiras de Macacu; 90,4 em Nova Friburgo e 122,3 em Cordeiro. A Rota 116 administra parte da rodovia desde março de 2001, do eixo rodoviário formado por um trecho de quilômetro 1,7 da RJ-104, em Itaboraí, totalizando 140 quilômetros de rodovia concedida até Macuco.

Segundo a concessionária, nesses 17 anos de administração da estrada, melhorias foram implantadas, como a terceira faixa de rolamento de um trecho de subida da serra do Parque dos Três Picos e a ampliação de um trecho norte com terceira faixa e acostamento. “Também vem sendo feito inúmeros investimentos em contenções de encostas, alargamentos de pontes e recuperação do pavimento asfáltico, além da modernização de trevos”, afirmou Bittencourt.

O atendimento ao usuário é feito, de acordo com a Rota 116, ininterruptamente, 24 horas por dia, com serviços de inspeção, reboque de veículos leves e pesados, caminhões para apreensão de animais e de combate a focos de incêndio. Os usuários contam com bases de apoio em diferentes trechos da rodovia e são feitos investimentos na ampliação e conservação da sua malha rodoviária.

TAGS: Trânsito