‘Nome de príncipe, mas um rei em humildade e simplicidade’

Ex-colega de turma recorda-se do 1º dia de aula com Peter Bucsky no Anchieta
segunda-feira, 26 de março de 2018
por Giovanni Faria*
Peter no seu cantinho, o Hotel Bucsky (Reprodução do YouTube)
Peter no seu cantinho, o Hotel Bucsky (Reprodução do YouTube)

“Depois das férias de meio de ano, o primeiro dia de aula do segundo semestre de 1973 do Colégio Anchieta traria como novidade da 7ª série a chegada de um novo aluno: Peter Bucsky.

Magro, esguio, cabelos grandes, sorriso largo. Logo fez amigos, ganhou apelidos, revelou-se bom aluno.

Lembro-me de sua camisa sempre muito branca e a calça boca-de-sino com diâmetro acima da média. Na hora em que a pelada começava, era uma negação – ficava ali na “banheira”, esperando a bola chegar para fazer o gol.

Crescemos – e cada um partiu para seu lado.

Anos depois, reencontrei Peter em Niterói, quando o Hotel Bucsky se instalou no prédio de um antigo hotel no bairro de Boa Viagem.

Ano passado, fui ao Hotel Bucsky em Nova Friburgo e o reencontrei feliz, à frente do negócio que é marca da cidade. Conversamos, relembramos amigos e histórias, prometemos chopes.

Aquele cantinho de paraíso era a paixão dele, a cara dele, a vida dele.

Peter tinha nome de príncipe, mas era mesmo um rei em humildade, simplicidade e alegria. Adeus, garoto!”

 

*Giovanni Faria é jornalista, professor da PUC-Rio e estudou com Peter no Anchieta.

LEIA TAMBÉM: FRIBURGO PERDE A ALEGRIA DE VIVER E A GENTILEZA DE PETER BUCSKY

LEIA TAMBÉM: PETER BUCSKY COMPARTILHOU TEXTO SOBRE A VIDA UMA SEMANA ANTES DE MORRER

TAGS: 2018-03-26 09:43:54 -0300