Natal nas colônias de Nova Friburgo: Áustria

Onde foi composta “Noite Feliz”, o hino de Natal de todas as nações
sábado, 22 de dezembro de 2018
por Jornal A Voz da Serra
Natal nas colônias de Nova Friburgo: Áustria

O Natal na Áustria tem uma razão de ser muito especial. Há 200 anos (mesma idade de Nova Friburgo), lá foi composta, em Oberndorf, perto de Salzburgo, "Noite Feliz", uma das mais conhecidas canções natalinas.

"Stille Nacht, Heilige Nacht", em alemão, foi criada por acaso, quando quebrou o órgão da igreja do povoado de seis mil habitantes. Naquele ano, 1818, dois dias antes do Natal, o antigo órgão da igreja de São Nicolau, a paróquia do padre Joseph Mohr, parou de tocar. Para não decepcionar os fiéis, o sacerdote pediu ao amigo Franz Xaver Gruber, maestro e organista do vizinho povoado de Arnsdorf, para compor uma melodia para um texto de Natal que ele havia escrito dois anos antes.

Na Missa do Galo de 24 de dezembro de 1818, o padre Joseph Mohr, com sua voz de tenor e tocando violão, e Gruber, com sua voz de baixo, interpretaram pela primeira vez, em alemão, a canção "Noite Feliz", hoje traduzida para centenas de idiomas em todo o mundo.

O fato era totalmente incomum na época, quando os textos religiosos ainda eram escritos em latim. Mas Mohr achava que uma letra simples e fácil de entender era o mais adequado para seus fiéis, na grande maioria barqueiros e camponeses.

Em 1831, um coral que se dedicava a executar cantos populares tiroleses incorporou a canção natalina do padre Mohr ao seu repertório durante uma viagem pela Rússia. Dali, a canção viajou para Nova York, onde foi interpretada por um coral tirolês em 1839, mas onde seus autores e sua origem permaneceram desconhecidos.

Trinta e seis anos depois, a corte prussiana, que procurava a partitura original da canção, consultou o pároco de São Pedro de Salzburgo que, para surpresa geral, disse que Mohr e Gruber, mortos no anonimato em 1848 e 1863, respectivamente, eram os autores daquela canção que tinha sido atribuída ao compositor austríaco Michael Haydn.

Em Oberndorf, em 1937, foi construída uma capela no mesmo local onde, no século anterior, ficava a paróquia de São Nicolau, destruída em 1913 por uma inundação. A ela foi dado o nome de "Noite Feliz" e em seus vitrais aparecem os retratos de Mohr e Gruber. A capela é hoje atração turística e recebe 150 mil visitantes por ano.

Durante as festas de Natal, os moradores de Oberndorf e turistas vêm todas as noites para perto da capela, onde podem provar do pão de Natal típico da região e o vinho quente vendido em uma dezena de quiosques. Como a capela só tem capacidade para 20 pessoas, as missas de 24 de dezembro são celebradas ao ar livre, para milhares de pessoas.

Nas mesas, o prato que não pode faltar na ceia de Natal austríaca é a sachertorte, um bolo de chocolate úmido com camadas de damasco. Normalmente, ele é servido com chantilly sem açúcar.

Presidente da colônia: Lola Vonbun

 

TAGS: Natal | Colonias